Alguns desenvolvedores de jogos para Linux nem sequer possuem contatos na AMD


Atualmente a plataforma Linux está recebendo diversos lançamentos de jogos, no entanto, a maioria dos títulos só possuem suporte para hardware da NVIDIA e, ao serem executados em GPUs da AMD com o driver Catalyst, é erro na certa.

Além da AMD já ser conhecida por disponibilizar atualizações para Linux com correções para alguns jogos com vários meses de atraso, para piorar a situação, parece que alguns desenvolvedores de jogos nem sequer sabem a quem contactar na AMD sobre problemas do driver Catalyst no Linux.

De acordo com o site Phoronix, um de seus leitores apontou um comentário de um desenvolvedor da TopWare Interactive, empresa situada na Alemanha responsável por publicar e desenvolver games. Ao responder às perguntas sobre o jogo Raven's Cry, que possui um porte para Linux, o desenvolvedor disse: "infelizmente, não estamos em contato com a equipe AMD Linux e, até mesmo, não possuímos nenhum contato [dentro da empresa]."

O atual problema do jogo Raven's Cry com a AMD no Linux é que ao ser executado o game simplesmente abre em tela preta no driver Catalyst. Já no driver NVIDIA, por sua vez, o título funciona perfeitamente.

Ao que parece, a AMD ainda não possui uma equipe para lidar com estúdios que desenvolve jogos para a plataforma Linux. Mesmo quando os problemas são relatados pela comunidade, ainda tende a demorar vários meses para que questões venham a ser resolvidas. Uma prova disso é que levou um ano para o jogo Counter-Strike: Global Offensive pudesse ganhar seu próprio perfil no driver Catalyst para Linux.


FONTE: Phoronix

COMENTÁRIOS