Conheça o Wine Staging, um Wine com novos recursos para rodar jogos do Windows


Quando o assunto é executar jogos e aplicativos do Windows no Linux, certamente você já ouviu falar no Wine. No entanto, poucas pessoas conhecem o 'Wine Staging', caso você também ainda não tenha ouvido falar ou até mesmo já ouviu, mas não é tão familiarizado com a aplicação, conheça agora as principais características do Wine Staging:

O Wine Staging, anteriormente chamado de wine-compholio, é uma versão especial do já famoso Wine. A ferramenta tinha como objetivo oferecer suporte ao Silverlight no Linux através do projeto Pipelight, além de outros plugins exclusivos do Windows. Atualmente, o Wine Staging traz algumas correções de bugs e recursos que ainda não estão disponíveis nas tradicionais versões do Wine, deixando as coisas mais interessantes na hora de instalar jogos que não são nativos do Linux.

Além disso, a ideia dos responsáveis pelo Wine Staging também é de oferecer uma forma mais rápida para o usuário final obter novos recursos, além da possibilidade de discutir e melhorar os seus patches antes de serem implementados no Wine. A equipe por traz do Wine Staging pretende criar uma comunidade de desenvolvedores para o Wine a fim de partilharem experiências e para tornar mais fácil a vida dos iniciantes ao começar a trabalhar com o Wine.

Confira abaixo alguns dos recursos disponíveis no Wine Staging 1.7.51:
  • CSMT (Commandstream multithreading) para uma melhor performance gráfica;
  • Suporte CUDA/PhysX/NVENC para placas gráficas NVIDIA;
  • Decodificação de vídeo DXVA2 para GPU (experimental);
  • Suporte para EAX 1;
  • Correções para diversas regressões;
  • Suporte para GTK 3;
  • Melhoria na detecção de GPU;
  • Suporte para compressão de textura S3 (DXTn);
  • Várias melhorias d3dx9;
  • Suporte para Windows ACL;
  • Driver Wine PulseAudio.
Obtendo o Wine Staging para instalar jogos e aplicativos

A formas mais simples de obter a ultima versão disponível do Wine Staging é através do PlayOnLinux. Para isso, na interface do PlayOnLinux, vá em Ferramentas e clique em Gerenciar versões do Wine (provavelmente deve ser a primeira opção).

Agora não tem segredo, escolha qual arquiteturas do Wine você deseja, através das abas superiores da janela. Em seguida, selecione qual versão do Wine Staging você quer instalar no lado esquerdo da tela e clique no botão que aponta para a direita que fica localizado no meio da tela, lembrando que a ultima versão do software disponível sempre será o primeiro da lista.


Para desinstalar o Wine Staging, basta seguir o mesmo processo, só que desta vez você terá que selecionar a versão do Wine que deseja desinstalar no lado direto da tela e clicar no botão que aponta para a esquerda.

Com o Wine Staging devidamente adicionado a sua lista, quando você for instalar seu jogo ou aplicação manualmente através do PlayOnLinux, é só marcar a opção Usar outra versão do Wine e, em seguida, selecionar a versão do Wine desejada, no caso o Wine Staging. Confira as imagens abaixo:



Vale comentar que não importa qual distribuição Linux você esteja utilizando, o processo acima é o mesmo, desde que, claro, esteja o PlayOnLinux devidamente instalado no sistema. Também é possível instalar o Wine Staging sem necessariamente possuir o PlayOnLinux, no entanto, o processo de configuração pode não ser tão simples para os usuários iniciantes no sistema do pinguim.

Caso você ainda tenha dúvidas de como utilizar o PlayOnLinux, acesse este link e confira um vídeo do canal Diolinux e veja como utilizar a aplicação. Para conhecer ainda mais o Wine Staging, você pode visitar o site do desenvolvedor através deste link.

E você, já conhecia o Wine Staging? Na sua opinião, há alguma melhoria no desempenho dos jogos, se comparado o Wine Staging com o tradicional Wine? Deixe sua opinião nos comentários.

FONTE: Wine Staging

COMENTÁRIOS