Devs da Unity 3D querem descontinuar o plugin Unity Web Player em favor do WebGL


Em um post no blog oficial da engine de jogos Unity 3D, os desenvolvedores por traz do software revelaram os seus planos para descontinuar o plugin Unity Web Player e passarem a utilizar APIs de padrões abertos, como o WebGL.

Atualmente, alguns dos principais navegadores do mercado já não suportam mais conteúdo baseado em plugins NPAPI, um sistema antigo que pode causar riscos de segurança em websites. No caso do Google Chrome, por exemplo, os plugins NPAPI não são mais permitidos desde o dia 1º de setembro de 2015. E isso, de acordo com os desenvolvedores browser, torna a navegação no Chrome ainda mais segura, rápida e estável.

A Mozilla também não quer estar de fora e já anunciou seus planos para que o navegado Firefox deixe também de suportar plugins NPAPI. Entre os plugins que fazem uso desse sistema, podemos citar o Silverlight, Java e, como já foi mencionado anteriormente, o próprio Unity Web Player.

É com o lançamento do Unity 3D 5.4, previsto para o mês de março de 2016, que deve ocorre a migração oficial para o WebGL. Além disso, os desenvolvedores da engine já estão trabalhando com os principais fornecedores de navegadores do mercado para garantir a que sua utilização do WebGL está funcionando bem em todas as principais plataformas.

Após o lançamento da Unity 3D 5.4, caso algum desenvolvedor de jogos para web insista em fornecer títulos que necessitam do plugin Unity Web Player, de acordo com responsáveis pela engine Unity 3D, esse terá que utilizar o Unity 3D 5.3 ou uma versão mais antiga da engine para desenvolver seus games e pedir para que os usuários utilizem algum navegador que ainda possua suporte a plugins NPAPI ou uma versão antiga do Google Chrome ou Firefox, por exemplo.

Para mais informações, confira a publicação oficial feita pelos desenvolvedores no blog da engine Unity 3D través deste link.


FONTE: Phoronix | Unity Blog | Google Chrome | Mozilla Blog

COMENTÁRIOS