Parece que a Valve vai utilizar o SteamOS 2.0 no lançamento das Steam Machines


Como você já deve saber, o lançamento das Steam Machines da Valve estão programadas para ser lançadas no dia 10 de novembro de 2015. Apesar de não haver nem uma confirmação por parte dos desenvolvedores, tudo indica que os dispositivos contarão com o SteamOS 2.0, baseado no Debian 8.2 “Jessie".

O SteamOS 1.0 (codinome “Alchemist”) é baseado no Debian 7.0 “Wheezy” e foi originalmente lançado no final de 2013. O sistema incluiu um novo kernel Linux, como também drivers de vídeo proprietários (NVIDIA e AMD) e o modo Big Picture do Steam como interface gráfica padrão. Desde então, a Valve manteve o desenvolvimento do SteamOS 1.0. Já a versão preview do SteamOS 2.0 (codinome “Brewmaster”) só veio chegar no final de junho de 2015 e, atualmente, esta versão do SO é baseada no Debian 8.2 "Jessie".

Quando a Valve originalmente anunciou o lançamento do preview da versão 2.0, a empresa percebeu que o SteamOS 1.0 Alchemist ainda era considerado a versão estável. A Valve ainda não fornece nenhuma maneira de atualizar do SteamOS 1.0 para a versão 2.0, isso sem ter que apagar o disco e reinstalar o SteamOS 2.0.

A Valve já tinha prometido há algum tempo que continuaria atualizando o SteamOS 1.0 Alchemist para o futuro próximo, enquanto dizendo que, em algum momento, a empresa iria parar de atualizar esta versão do sistema e manter apenas a versão 2.0.

SteamOS 1.0 Alchemist vs SteamOS 2.0 Brewmaster

Um das razões pelas quais a versão mais recente do sistema pode vir com as Steam Machines é que, quando comparado com SteamOS 1.0, o SteamOS 2.0, além de receber mais atenção dos desenvolvedores, tem um kernel Linux atualizado e os drivers de vídeo proprietários mais recentes. Isso deve significar melhor suporte a hardware, melhor desempenho e menos bugs. Além disso, foi adicionado um "compositor de gráficos personalizados" para proporcionar uma transição suave entre o modo Big Picture do Steam, jogos e todo o ecossistema do SteamOS.

O SteamOS 2.0 também está configurado para atualizar automaticamente a partir dos repositórios da Valve, mantendo o sistema e seus softwares sempre atualizados. Além disso, a versão mais atual do SO também acrescenta um serviço chamado 'steamos-autorepair', que é projetado para reparar automaticamente quaisquer problemas do sistema que eventualmente venham ocorrer.

SteamOS 2.0 agora é estável

A Valve ainda não declarou oficialmente que o SteamOS 2.0 é uma versão estável ou nem sequer mencionou qual versão do sistema operacional estará presente em seus "consoles" de arquitetura x86. Aparentemente, a empresa não quer que os jogadores saibam qual versão do SteamOS estará sendo executada sob o capô.

Mas, outro indício de que o SteamOS 2.0 pode ser a versão padrão nas Steam Machines, além de já ser uma versão estável, é que o SteamOS FAQ do fórum oficial de discussão do SteamOS agora afirma que "a versão atual (SteamOS 2.0) é chamada de ‘brewmaster’ e é baseada na distribuição Debian ‘jessie’ (stable 8.x)". O FAQ também afirma que "SteamOS atualmente tem dois repositórios diferentes, “brewmaster” e “brewmaster_beta”. Já as referências ao SteamOS 1.0 Alchemist foram retiradas e o tópico do fórum dedicado ao Debian 7 desapareceu.

Como a Valve ainda não anunciou oficialmente nem uma forma de atualização do SteamOS 1.0 para o SteamOS 2.0, e SteamOS 2.0 parece ser atualmente a distribuição oficial, não será muio bom para os usuários se alguma Steam Machine for lançada com o SteamOS 1.0, pois a Valve não iria conseguir atualizar o sistema para a versão mais recente, se esse fosse o caso.

No entanto, parece que os engenheiros da Valve estão fazendo um impulso final para que o SteamOS 2.0 seja oficialmente estável e que a empresa possa disponibilizar o sistema com as Steam Machines. Afinal, o SteamOS 1.0 não tem sequer o serviço steamos-autorepair para corrigir quaisquer potenciais problemas do sistema. A Valve estará fazendo um grande erro se não disponibilizar o SteamOS 2.0 juntamente com a primeira remeça de hardware Steam.

Agora só resta esperar para saber qual será a decisão da empresa. Assim que saírem mais novidades sobre o SteamOS, estaremos publicando no LinuxBuzz.


FONTE: Chris Hoffman/PCWorld | Steam FAQ

COMENTÁRIOS