Já se passaram 11 anos desde que a primeira versão estável do Ubuntu foi lançada


Há 11 anos atrás, em 20 de outubro de 2004, a primeira versão estável do Ubuntu era lançada pela então startup Canonical e seu fundador Mark Shuttleworth. Estamos falando do Ubuntu 4.10 "The Warty Warthog" (O Porco-africano Verruguento).

Desde então, a Canonical tem crescido bastante, expandiu-se em diversos países e seu SO está presente nos diversos tipos de plataformas. O Ubuntu teve início apenas com uma versão para desktops, mas agora é difícil não notar que o sistema está sendo executado em servidores, Raspberry Pis, Macs, smartphone e etc.

Nestes 11 anos, algumas coisas mudaram nesse meio tempo. O sistema operacional está agora utilizando uma interface gráfica diferente e o período de suporte para o lançamento intermediário diminuiu para nove meses. Por outro lado, ainda é baseado no Debian e as versões LTS vêm com cinco anos de suporte e conseguiu manter-se gratuito.

Naquela época era apenas mais uma distro baseada no Debian com sua própria seleção de apps. Hoje em dia, os usuários Linux mais "experientes" diriam que era apenas mais uma remasterização, distro de fundo de quintal, "refusifuki" ou coisas do tipo. Mas Mark Shuttleworth tinha uma visão. Teria sido difícil dizer em apenas um anúncio que o Ubuntu iria ser grande, mas, geralmente, é assim que as coisas acontecem.

Ubuntu 4.10 "The Warty Warthog"


"Os calorosos Porcos-africanos da equipe Verruguenta tem o orgulho de apresentar a primeira versão do Ubuntu! Ubuntu é uma nova distribuição Linux que reúne a extraordinária amplitude do Debian com uma instalação fácil e rápida, lançamentos regulares (a cada seis meses), uma pequena seleção de excelentes pacotes instalados por padrão e um compromisso de atualizações de segurança com 18 meses de garantia e suporte técnico para cada lançamento", escreveu Mark Shuttleworth em seu anúncio.

O Ubuntu 15.10 (Willy Werewolf) está pronto para ser lançado no dia 22 de outubro de 2015. Sinta-se livre para compartilhar com a gente suas experiências com o Ubuntu.


FONTE: Softpedia
IMAGENS: OMG! Ubuntu!

COMENTÁRIOS