Grupo que hackeou o PS4 para rodar Linux consegue adicionar suporte a aceleração 3D


No final no ano passado publicamos um artigo onde falávamos que um grupo de hackers chamado de Fail0verflow afirmaram ter conseguido hackear o PlayStation 4 (PS4), para rodar o Gentoo Linux. Para conseguir essa façanha, além de burlar a segurança do console, eles inicialmente tiveram que fazer algumas modificações na distribuição, mas algumas coisas ainda ficaram pendentes, como o suporte a aceleração 3D, mas parece que essa etapa foi concluir.

Logo de início, entre os componentes de hardware suportados pela distribuição Linux rodando no console, havia suporte para Wi-Fi, Ethernet, Bluetooth, HDMI encoder, S/PDIF audio, IRQs, PCI, serial port, framebuffer e kernel modesetting. Naquele momento, a equipe Fail0verflow prometeu continuar trabalhando em mais funcionalidades como, por exemplo, aceleração 3D, áudio via HDMI, SATA AHCI Blu-Ray e USB.

Bom, não demorou muito tempo para que fosse anunciado que o suporte a aceleração 3D, que foi considerado o mais importante de todos eles, agora funciona corretamente. "Quem disse que os drivers em 3D para o PS4 não iria acontecer tão cedo?" diz o grupo de hackers Fail0verflow em sua conta no Twitter.



O PlayStation 4 usa uma APU da AMD Jaguar de oito núcleos e uma GPU semi-custom AMD GCN com 18 unidades de computação. Com isso, o grupo não precisou de muito para implementar o suporte a aceleração 3D, fazendo uso da biblioteca de gráficos 3D Mesa, libdrm e do driver DDX (Device Dependent X) xf86-video-ati, responsável por lidar com GPUs da fabricante na maioria das distribuições Linux.

Claro, ouve sim algumas modificações para que tudo funcionasse como o esperado. Os patchs com as alterações necessárias para obter o suporte a aceleração 3D no PlayStation 4 e já estão disponíveis no GitHub.


FONTE: Softpedia | Phoronix | Fail0verflow/Twitter


COMENTÁRIOS