Dota 2 pode obter suporte para a API Vulkan em um futuro não muito distante


Após alguns atrasos, a Vulkan 1.0 foi oficialmente lançada. A API chega como a principal corrente do DirectX 12 e promete trazer os tão aguardados benefícios das APIs de "baixo nível", como maior otimização do hardware, além de ser multiplataforma, ou seja, é um padrão aberto e que será suportado por praticamente toda a indústria. Isso significa que a Vulkan pode estar presente no desktop, dispositivos móveis e, até mesmo, nos consoles.

Atualmente, o único jogo que traz um suporte experimental para a Vulkan é The Talos Principle que, ao menos por enquanto, acabou se tornando o título utilizado para testes de desempenho iniciais. No entanto, quem deve receber uma implementação para a nova API gráfica é Dota 2, da Valve, segundo relata Jason Ekstrand, um dos desenvolvedores responsáveis pelo driver de vídeo open source da Intel para Linux e integrante da equipe responsável pela biblioteca de gráficos 3D Mesa.

"Tivemos acesso antecipado a algumas aplicações. Eu quase consegui fazer com que dota 2 trabalhasse (ainda lutando com uma corrupção na renderização), mas o driver parece estar funcionando muito bem. Acho que estamos indo muito bem em frente à estabilidade, mas o driver não oferece os mesmos padrões de desempenho como o driver GL. Não é um problema com Vulkan, mais do que isso, é um novo driver e ainda não tivemos tempo para concluí-lo", diz Jason Ekstrand.

Assim como aconteceu com The Talos Principle logo no início de seu lançamento, Dota 2 com suporte à API Vulkan pode não funcionar tão bem tanto quanto estamos acostumados a ver com a versão do jogo para o OpenGL no Linux.

Tudo indica que os desenvolvedores estão pretendendo primeiro adicionar suporte para a Vulkan nos jogos, para depois trabalharem no desempenho. A postagem completa de Jason Ekstrand você encontra clicando aqui.


FONTE: Freedesktop.org | GamingOnLinux


COMENTÁRIOS