Canonical pede ajuda para deixar o GNOME Software mais bonito no Ubuntu 16.04 LTS


Como você já deve saber, a próxima versão do sistema operacional da Canonical, o Ubuntu 16.04 LTS (Xenial Xerus), está programada para ser lançada no dia 21 de abril. Entre as novidades, está a substituição da Central de programas do Ubuntu, também conhecida como Ubuntu Software Center, pelo GNOME Software. Mas, para concluir essa transição, a empresa precisa de ajuda para deixar a nova loja de apps mais bonita.

Como o Ubuntu é baseado no GNOME, a aplicação GNOME Software pode ser instalada no sistema sem muitas dores de cabeça envolvendo dependências, sendo um bom substituto para o atual Ubuntu Software Center. No entanto, parece que há um problema com a extração de metadados de pacotes existentes disponíveis nos principais repositórios de software do Ubuntu, em especial os ícones dos aplicativos, apesar do fato de que o formato de metadados AppStream do GNOME Software faça um bom trabalho nesse caso.


"Acontece que a maior parte dos dados em falta ou incorretos são causados pelos ícones de aplicativos sendo usados ​​por pacotes de app", diz Michael Hall, da Canonical. "Enquanto a maioria dos aplicativos já tiverem um ícone, ele nunca foi rigorosamente aplicado antes e o tamanho e o formato permitido pelas especificações de desktop foi mais branda do que é exigido agora."

Ainda existem inúmeros pacotes de aplicações do Ubuntu que nos arquivos estão presente ícones de baixa resolução ou que possuem formatos não suportados, impedindo a adaptação adequada desses apps com a interface moderna do GNOME Software.

Por ser um número muito grande de aplicativos nessa situação, a Canonical precisa da ajuda da comunidade para contribuir com novos ícones. Felizmente, é fácil contribuir e Michael Hall já está fornecendo um tutorial passo a passo que pode ser conferido clicando aqui. Além do Ubuntu, outras distribuições Linux que fazem uso do novo padrão de metadados AppStream também serão beneficiadas com a iniciativa.


FONTE: SoftpediaMichael Hall

COMENTÁRIOS