Devs do Linux Mint ainda trabalham para reparar os prejuízos após o projeto ser hackeado


A equipe responsável pelo Linux Mint ainda está se recuperando do ataque ao site e fórum da distribuição Linux, que ocorreu em fevereiro, afetando seriamente a credibilidade do sistema. Na última terça-feira (01), Clement Lefebvre, líder do projeto, publicou uma postagem onde ele explica todos os detalhes sobre o acontecido e revela que a comunidade foi uma grande aliada.

Já se passaram duas semanas que os usuários do Linux Mint foram informados que alguém conseguiu invadir o site do projeto e substituiu os links de download da ISO do Linux Mint 17.3 Cinnamon Edition. Diversas pessoas foram redirecionados para baixarem uma ISO do sistema operacional modificada contendo um trojan conhecido como TSUNAMI.

Como você pode imaginar, o acontecido teve um forte impacto na comunidade Linux. Não era apenas sobre um site hackeado ou dados de usuários comprometidos do fórum. O fato de que diversas pessoas baixaram e instalaram uma versão modificada de uma distribuição Linux parece ter sido o maior problema. Mesmo que não tenha sido um uma grande número de usuários sendo afetados com a ISO, mas ainda assim é um tanto preocupante.

Linux Mint trabalhando para reparar os danos

A equipe do Linux Mint ainda está trabalhando para corrigir a imagem do projeto e o primeiro passo neste processo é informar a todos os usuários tudo o que aconteceu. Clement Lefebvre fez questão de disponibilizar toda as informações sobre o ocorrido, na tentativa de deixar tudo esclarecido.

"Desde aquela noite de sábado em 20 de fevereiro, todos os nossos esforços foram no sentido de proteger o nosso projeto e nossa comunidade. Após os ataques mal intencionados em nosso site e as tentativas deliberadas de ferir nossos usuários, tivemos que reagir com rapidez e eficiência. O servidor comprometido foi desligado, todos os projetos em curso foram parados e todo o nosso tempo, esforço e recursos foram utilizados para resolver a situação", explica Clement Lefebvre.

Além da ajuda bem vinda da comunidade, o projeto também foi apoiado pela phpBB, Automattic (WordPress.com) e Avast. Na verdade, Avast identificou os problemas com a falsa ISO e lançou algumas correções para seus próprios usuários.

A resposta global da comunidade foi impressionante e a maioria das pessoas parecem compreender que este foi um acontecimento infeliz e que os desenvolvedores do Linux Mint têm feito tudo o que era humanamente possível.


FONTE: Softpedia | Linux Mint

COMENTÁRIOS