Entenda: o atual AMD Catalyst para Linux pode não ter suporte para o novo X.Org Server 1.18


Recentemente, a Canonical anunciou que o Ubuntu 16.04 LTS (Xenial Xerus) não terá suporte oficial ao driver de vídeo proprietário AMD Catalyst, também conhecido como fglrx. Em vez disso, a empresa recomenda que os usuários utilizem os drivers open source Radeon e AMDGPU. Entre os motivos que levaram a companhia a tomar essa decisão, está o fato de que o X.Org Server 1.18, que será padrão na próxima versão do Ubuntu, não é suportado pelo atual Catalyst.

O X.Org Server 1.18 foi lançado no final do ano passado e está disponível no Ubuntu 16.04 LTS apenas alguns dias atrás. O atual driver proprietário da AMD para Linux nunca foi atualizado para suportar a série 1.18.x do X.Org Server, como também não possui suporte oficial para as versões mais recentes do Linux Kernel, embora a comunidade tenha conseguido de forma parcial contornar a atual situação, adicionando suporte ao menos para as versões mais recentes do Linux Kernel.

Contudo, a AMD vem investindo fortemente no novo driver de vídeo open source AMDGPU, que já vem implementado nas novas versões do Linux Kernel (a partir do Linux Kernel 4.2 e superior). Além disso, a empresa também pretende lançar um novo driver, provavelmente no final do ano, que trará suporte para a nova API gráfica Vulkan, para trabalhar em conjunto com o AMDGPU. Inicialmente, o novo driver lançado pela AMD será proprietário, mas a companhia garante que em algum momento no futuramente abrirá o código.

"Para aqueles que não sabem, eu gerencio a equipe de gráficos open source da AMD. Nós (AMD) estamos concentrando nossos desenvolvimentos no driver de vídeo open source para Linux AMDGPU e futuras pilhas híbridas baseadas; consequentemente, não estamos oferecendo suporte no fglrx para o Ubuntu 16.04 LTS. Os usuários que necessitam de gráficos avançados ou características de classe de Workstation e desempenho, podem continuar a usar o fglrx no Ubuntu 14.04 até que a pilha híbrida esteja disponível ainda este ano", diz Tim Writer, da AMD.

Timo Aaltonen, da Canonical, também confirmou que o suporte não estará disponível até que a AMD lance seu novo driver de vídeo para Linux: "Nada pode ser feito, me desculpe. A AMD não vai suportar fglrx no Ubuntu 16.04 LTS. Haverá um blob para o espaço do usuário lançado ainda este ano, que deve cobrir os bits em falta e ele será adicionado no Ubuntu 16.04 LTS, mas já se sabe há algum tempo que a AMD estava indo em direção para a nova pilha compartilhada do núcleo (driver de kernel amdgpu) e tivemos que tomar uma decisão para o Ubuntu 16.04 LTS".

Felizmente, quando o novo driver proprietário da AMD estiver finalmente disponível, os usuários não precisarão se preocupar com eventuais problemas em relação ao driver de vídeo da empresa, seja com novas versões do Linux Kernel ou X.Org Server, já que o driver de kernel AMDGPU é open source, juntamente com o componente DDX (Device Dependent X) xf86-video-amdgpu.

Como já foi mencionado anteriormente, ainda não se sabe quando a empresa deverá lançar seu novo driver proprietário, mas apenas que é em algum momento no final do ano. Porém, como de costume, assim que saírem mais informações, como uma data de lançamento, manteremos você informado.


FONTE: Phoronix[1]  [2] | Ubuntu


COMENTÁRIOS