Microsoft quer ver o SQL Server disponível para a plataforma Linux


Após fazer diversos anúncios e parcerias envolvendo o Linux, como é o caso do suporte ao poderoso sistema operacional Red Hat Enterprise Linux na plataforma de computação em nuvem Azure, a Microsoft anunciou na última segunda-feira (07) os seus planos para disponibilizar o seu sistema gerenciador de banco de dados relacional no Linux. Sim, estamos falando do SQL Server e, entre as empresas envolvidas, está a Canonical e Red Hat.

Segundo Scott Guthrie, da Microsoft, os plano a longo prazo da empresa é permitir que o SQL Server possa produzir uma plataforma de dados constante através dos sistema operacionais baseados no kernel Linux e Windows Server.

"Hoje eu estou animado para anunciar os nossos planos para trazer o SQL Server para Linux também", diz Scott Guthrie. "Estamos trazendo hoje os recursos de banco de dados relacional do núcleo para preview, e estamos planejando disponibilizar em meados de 2017".

SQL Server para Linux chega em 2017

Ao permitir que o SQL Server possa suportar o sistema do pinguim, entre as diversas vantagens, a Microsoft poderá oferecer aos seus clientes uma maior flexibilidade na solução de dados. Atualmente, a solução da empresa está disponível para Linux apenas em sua versão beta fechado para desenvolvedores que queiram ajudar a aperfeiçoar a aplicação. A versão final estará disponível em algum momento de 2017.

"Estamos muito satisfeitos em trabalhar com a Microsoft, uma vez que traz o SQL Server para Linux", diz Mark Shuttleworth, fundador da Canonical. "Os clientes já estão tirando proveito dos serviços de dados do Azure no Ubuntu e agora os desenvolvedores poderão construir aplicações modernas que utilizam recursos empresariais do SQL Server."

Até o lançamento da versão final do SQL Server para Linux, esperamos ver mais notícias da Microsoft sobre novidades para a plataforma Linux.


FONTE: Softpedia | Microsoft

COMENTÁRIOS