Fedora 25 deve trazer melhor suporte para gráficos comutáveis


Entre as metas propostas para o próximo Fedora 25, está um melhor suporte para gráficos comutáveis. A versão atual do sistema operacional já traz algum avanço em relação ao recurso, mas graças ao novo Linux Kernel 4.6. No entanto, as coisas devem ficar ainda mais interessantes para os donos de notebooks modernos que contam com duas GPUs: uma GPU de baixo consumo, integrada, e uma de alto desempenho, distinta.

Outro objetivo é fazer com que a GPU distinta seja usada por padrão durante a carga máxima da bateria e um dispositivo silencioso e não tão aquecido, mantendo as funções essenciais do sistema que são necessárias para uma ótima experiência. Contudo, a GPU de alto desempenho é desativada quando não estiver sendo usada.

O suporte para gráficos comutáveis no Linux, no momento, não é muito bom. Por exemplo, em muitos laptops, alguns dos conectores externos são apenas ligados à dgpu [GPU dedicada] e, para poder usar esses conectores externos, os usuários precisam mudar a gpu padrão para a dgpu, resultando em um laptop quente e com uma bateria descarregando muito mais rápido", diz Hans de Goede, da Red Hat, em seu anúncio.

Durante anos houve vários desenvolvedores trabalhando em gráficos comutáveis para a plataforma Linux e em recursos como DRI PRIME, mas, até hoje, o suporte continua deixando muito a desejar, principalmente quando comparado com o Windows e OS X. Hans de Goede está trabalhando para melhorar essa situação para o Fedora, mas graças ao fluxo de trabalho da Red Hat, a novidade também deve beneficiar a montante outros projetos para ajudar outras distribuições Linux também.

Além disso, os desenvolvedores também garantem que a novidade irá beneficiar o GNOME, fazendo com que o ambiente gráfico rode bem em dispositivos com gráficos comutáveis.


FONTE: Phoronix | SoftpediaHans de Goede/Blog

COMENTÁRIOS