Donos de GPUs da AMD poderão obter ganhos de mais de 23% em BioShock Infinite


Se você acha que a AMD abandonou de vez a plataforma Linux, temos uma boa notícia para você: Marek Olšák, um dos desenvolvedores da companhia, está constantemente trabalhando para melhorar a performance do driver open source RadeonSI Gallium3D para que possa lidar melhor com os produtos da empresa. Uma prova disso é que os novos patchs de Marek promete ganhos de mais de 23% em BioShock Infinite.

O desenvolvedor, que também faz parte da equipe por traz da biblioteca de gráficos 3D Mesa, anunciou um conjunto de oito patchs que prometem melhorar a performance do jogo BioShock Infinite no sistema do pinguim em hardware AMD. Segundo ele, "esta série faz Bioshock Infinite 23% mais rápido. Juntamente com as otimizações de sobrecarga da CPU, a melhoria combinada é superior a 40%."

Além disso, o ganho de performance de 23% com o jogo está relacionado com o driver de kernel AMDGPU, da AMD, quando este faz uso dos novos patchs juntamente com o RadeonSI. Infelizmente, o AMDGPU só possui suporte para os novos modelos de GPUs da empresa, o que poderia deixar muita gente ainda mais decepcionada.

No entanto, se o driver open source Radeon DRM, que atualmente lida com séries de GPUs consideradas mais antigas pela empresa, estiver em uso, os ganhos de desempenho esperados são ainda maiores: "23% é para o amdgpu. É mais do que 23% no radeon por causa de quão eficiente ele implementa fences", explica Marek Olšák.

Especula-se que a novidade também pode beneficiar outros jogos. Assim que saírem novos testes de benchmarks com os novos patchs, manteremos você informado com um novo artigo.


FONTE: Phoronix | freedesktop.org

COMENTÁRIOS