Confira alguns dos recursos e funcionalidades que 'não' estarão presentes no Mesa 13.0


Como já mencionamos anteriormente, a biblioteca de gráficos 3D Mesa 13.0 deve ser oficialmente lançada no próximo mês, trazendo novidades interessantes e muito bem vindas. No entanto, ainda existem recursos e funcionalidades que não foram adicionados a tempo para o lançamento, entre outras características que gostaríamos de ver chegando no sistema do pinguim, mas que atualmente não passam de especulações.

Este assunto foi bem abordo pelo site Phoronix, que separou as novidades que poderiam está presente na próxima versão do Mesa. Decidimos fazer então um breve resumo para você. Confira a nossa lista abaixo:

OpenGL 4.0/4.1 para Haswell - Sim, por incrível que pareça, se você faz uso dos gráficos integrados da Intel e possui um processador com arquitetura Haswell, você está limitado ao OpenGL 3.3. Já faz alguns meses que os patches que adicionam suporte ao OpenGL 4.1 na 4ª geração de processadores da empresa estão prontos para serem implementados, porém, não foram adicionados no Mesa 13.0.

Nouveau Vulkan - A Intel já possui seu driver Vulkan desde Mesa 12.0 e a próxima versão da biblioteca de gráficos 3D contará com o RADV, que é desenvolvido pela comunidade para ser um 'não oficial' driver Radeon para lidar com a API Vulkan em GPUs AMD. Contudo, infelizmente, ainda não existe nem um driver open source Vulkan para os produtos da NVIDIA, que deveria vir através do Nouveau.

Durante a conferência XDC2016, os desenvolvedores do Nouveau afirmaram que os usuários não devem esperar um driver 'Nouveau Vulkan' tão cedo. Com isso, o suporte para a API Vulkan fica por conta do driver proprietário, que é o mais recomendado, principalmente, para quem quer tirar o máximo proveito da placa no sistema do pinguim.

Suporte oficial ao OpenGL 4.5 no RadeonSI/Nouveau (NVC0) - Apesar dos drivers RadeonSI e Nouveau já possuírem todas as extensões necessárias para lidar com o OpenGL 4.4 e 4.5, apenas é exibido que há suporte oficial até a versão 4.3 da API. Isso acontece porque esses drivers ainda precisam passar pelos testes de conformidade do The Khronos Group - ou seja, burocracias.

OpenGL Multithreading - Alguns jogos modernos requerem multithreading no driver OpenGL para um bom desempenho, como Witcher 2. Infelizmente, os drivers Mesa/Gallium3D ainda estão muito carentes desde recurso.

Vulkan mais rápido que o OpenGL - Infelizmente, com os drivers open source, essa não é uma realidade. O driver Vulkan RADV ainda é mais lento que o RadeonSI, que faz uso do OpenGL. Mas isso não é nem uma surpresa, já que o desenvolvimento do RADV possui recursos limitados, quando comparado com outros drivers Vulkan. O mesmo acontece com o driver da Intel, onde o OpenGL acaba sendo mais rápido que a API Vulkan, o que nos leva a crer que ainda falta amadurecimento.

Contudo, os drivers proprietários da NVIDIA e AMD nos tem mostrado que Vulkan, obviamente, pode ser mais rápida que o OpenGL, enquanto há menos sobrecarga da CPU.

Isso só nos mostra que ainda há muito trabalho a ser feito pelos desenvolvedores do Mesa e, com a ajuda da comunidade, em um futuro não muito distante, poderemos ter drivers de vídeo open source que realmente oferecem alto desempenho e que possam competir de igual para igual com os drivers proprietários.


FONTE: Phoronix

COMENTÁRIOS