KDE Plasma 5.8 LTS chega com diversas melhorias e correções nos seus principais componentes


Foi lançado na última terça-fera (04) a primeira versão LTS      com um suporte a longo prazo      do ambiente gráfico KDE Plasma, a 5.8 que, segundo o anúncio oficial, "marca o ponto onde os desenvolvedores e designers do projeto estão felizes em recomendá-lo para o público mais amplo possível, sejam eles empresas ou usuários domésticos iniciantes". Confira agora mesmo o que há de novo!

Nova tela de boot e login


A nova versão do ambiente gráfico conta com uma nova tela de boot e de login, criadas especialmente para unificar e combinar com toda a experiência KDE, desde a inicialização até o desligamento do PC. Além disso, todos os plugins de wallpapers do KDE Plasma, tais como apresentações de slides e papéis de parede animados, agora podem ser usados na tela de bloqueio.

Suporte para idiomas right-to-left

Por se tratar de um ambiente gráfico amplamente utilizado por todo o mundo, o novo KDE Plasma 5.8 LTS traz suporte para idiomas conhecidos como "right-to-left"      algo como "escrita da direita para a esquerda"     , como é o caso das línguas semíticas hebraico e árabe.

O suporte esta presente em toda a área de trabalho, painéis, em diálogos de aplicativos e muito mais.

Melhorias nos applets

Os applets alternador de desktop virtual, “Pager”, e lista de janelas foram reescritos, usando o novo gerenciador de tarefas back-end que foi implementado no KDE Plasma 5.7. Isto torna possível usar os mesmos dados e melhora o desempenho enquanto reduz o consumo de memória. O alternador de desktop virtual adquiriu também uma opção para mostrar apenas a tela atual em configurações com mais de um monitor e agora compartilha a maioria de seu código com o applet "activity switcher".

Além disso, o gerenciador de tarefas ganhou novos recursos de produtividade e os controles de mídia que estavam disponíveis anteriormente apenas nas dicas das janelas agora são acessíveis também nos menus de contexto.

Melhor suporte para Wayland

Com esta nova versão do KDE Plasma, os desenvolvedores acreditam que, apesar de não ser algo totalmente estável, o ambiente gráfico juntamente com o servidor de exibição de próxima geração Wayland já podem ser testados por um público mais amplo. Entre as melhorias nesse sentido, há suporte para xdg-shell, ou seja, aplicativos GTK+ agora são suportados, melhor compatibilidade com telas sensíveis ao toque, gestos do touchpad, o efeito “Sliding Popups” é suportado e o conteúdo da área de transferência (Clipboard) são sincronizados entre aplicações X11 e Wayland.

Atalhos globais simplificados

A tela de configurações de atalhos globais foi simplificada para focar na tarefa mais comum, que é a de executar aplicações. Com base na funcionalidade de versões anteriores do KDE, atalhos globais agora podem ser configurados para saltar para tarefas específicas dentro de uma aplicação.


Graças aos recentes avanços com o Wayland, agora finalmente é possível encontrar os chamados "modifier-only shortcuts", permitindo abrir o menu do aplicativo apenas pressionando a tecla Meta. Devido à demanda popular, esse recurso também foi portado para a sessão X11.

Outras mudanças e melhorias

Agora é mais fácil gerenciar widgets na área de trabalho, bem como encontrar wallpapers, estilo de janela, widgets, efeitos de desktop e dezenas de outros recursos diretamente para o seu desktop. Além disso, também é possível pesquisar facilmente por aplicações, pastas, músicas e vídeos, entre outros arquivos, e o tema padrão (Breeze) agora oferece uma aparência unificada em aplicativos Qt 4 e 5, GTK 2 e 3.

Além disso, com o novo KDE Connect, é possível ser notificado na área de trabalho sobre mensagens de texto, poder transferir arquivos facilmente, ter sua música silenciada durante as chamadas e, até mesmo, usar o seu dispositivo Android como um controle remoto.



Suporte até abril de 2018

O KDE Plasma 5.8 LTS será suportado até abril de 2018 e não deve receber menos de nove atualizações de manutenção. A primeira delas, o KDE Plasma 5.8.1, virá na próxima semana, em 11 de outubro. Até então, o ambiente gráfico pode chegar nos repositórios de diversas distribuições Linux em breve. Só para deixar registrado, o KDE vai comemorar 20 anos de atividade em 14 de outubro de 2016.


FONTE: OMG! Ubuntu! | KDE | Softpedia

COMENTÁRIOS