Chrome OS tem o dobro de marketshare do que o Linux nos EUA

Mais americanos navegam pela internet de dispositivos com Chrome OS do que com o Linux no desktop, informam os dados da empresa de análise da web StatCounter. Segundo as informações da companhia, em fevereiro deste ano o uso do Chrome OS estava em 3,36% contra 1,47% do Linux.

Isso significa que o Chrome OS tem o dobro da quota de mercado dos desktops Linux tradicionais nos Estados Unidos, com milhões de usuários navegando felizes com o seus Chromebooks, Chromeboxes e Chromebases. Segundo os dados, o uso do Chrome OS aumentou em mais de 50% em comparação com o ano passado, quando o sistema operacional atingiu uma alta de 2,02%.

Mas não é tudo uma má notícia para os "GNUzistas", no entanto. Os mesmos dados mostram um aumento no uso do Linux nos EUA no mesmo período, subindo de 1,32% em fevereiro de 2016 para 1,47% no mesmo mês deste ano.

Já na Europa, curiosamente o Chrome OS representa menos de 0,5% do tráfego de Internet, contra Linux com 2%, macOS 12,6% e Windows (com todas as versões) 84%. A StatCounter afirma analisar mais de 15 bilhões de páginas visualizadas por mês em 2,5 milhões de sites.

O Chrome OS é Linux

Talvez você não saiba, mas o Chrome OS é um sistema operacional baseado no kernel Linux, assim como as distribuições Linux "tradicionais" e que normalmente são agrupadas sob o título 'Linux', como o Ubuntu, Fedora, Arch e etc. Para ser mais específico, pode-se considerar o Chrome OS uma versão altamente modificada do Gentoo, justamente o que agrada os usuários, já que as modificações realizadas pela Google torna o sistema ainda mais simples e pronto para o uso, ou seja, nada de "xiitismo" ou "GNUzista".

Sendo assim, muitas empresas de análise optam por contá-lo separadamente dos sistemas operacionais "tradicionais" baseados no kernel Linux. Oficialmente, o Chrome OS está disponível apenas em dispositivos específicos. Isso também deixa mais fácil para as empresas de análise (assim como alguns GNUzistas) contá-lo separadamente do uso tradicional do Linux no desktop.

Contudo, saber o verdadeiro marketshare do Linux no desktop ainda é uma tarefa complicada. Há várias distribuições, versões do kernel, navegadores Web e controles de privacidade para buscar uma informação verdadeiramente clara. Mas uma coisa é certa, o Linux continua dominado em dispositivos embarcados, servidores e supercomputadores por todo o mundo.


FONTE: OMG! Ubuntu! | StatCounter

Comentários