Desenvolvedor da AMD anuncia novos patches para o driver Vulkan RADV


Embora a AMD tenha que manter seu próprio driver Vulkan proprietário, que por sinal é multiplataforma, já que a versão do software da empresa para Linux compartilha códigos com a versão para Windows, os desenvolvedores da companhia, diferente do que muita gente imagina, continuam colaborando com os drivers open source para o sistema do pinguim que lidam com GPUs "vermelhinhas", como é o caso do RADV.

Mais de um ano após o lançamento da Vulkan, quando a AMD anunciou o seu driver que lida com a API, a empresa mencionou na época a possibilidade de abrir o código fonte do seu software dentro de seis meses, após o lançamento. Contudo, a companhia parece ter voltado atrás e, enquanto não surgem mais detalhes sobre o assunto, o driver Vulkan open source RADV, presente nas versões mais recentes da biblioteca de gráficos 3D Mesa, está ficando cada vez melhor, principalmente graças a desenvolvedores da Red Hat, Google, Valve e de outras empresas que contribuem com o seu código.

O desempenho do RADV ainda está melhorando e. embora o driver já seja compatível com a Vulkan 1.0, ainda há muito trabalho para ser feito. A AMD sabe muito bem disso, o que fez com que o desenvolvedor da companhia Nicolai Hähnle, para a surpresa de muitos, anunciasse mais de 15 patches para o driver open source, que implementam diversas correções. Esses novos patches podem ser encontrados no Mesa-dev.

Não é muito comum ver a AMD contribuindo com o código do RADV, talvez a empresa tenha mudado de opinião sobre o driver Vulkan open source para Linux. No futuro, é bem provável que a companhia continue contribuindo e, porque não, ajude a melhorar ainda mais o desempenho do driver.


FONTE: Phoronix

Comentários