Instalando o Cinnamon 3.4 no seu Ubuntu 16.04 LTS e Ubuntu 17.04


Como mencionamos em um outro artigo, o ambiente gráfico Cinnamon 3.4 já está disponível e, agora que Clement Lefebvre, líder do projeto Linux Mint, finalmente oficializou o lançamento publicando um anúncio em seu blog pessoal, você não precisa esperar mais e já pode atualizar ou instalar o Cinnamon 3.4 no seu Ubuntu usando um PPA.

"Você já viu as tags no github. Fico feliz em torná-lo oficial e anunciar o lançamento do Cinnamon 3.4. Gostaria de agradecer a todos os desenvolvedores e designers que trabalharam não só no Cinnamon 3.4, mas no redesenho do site Spices e da manutenção das próprias Cinnamon Spices", diz Clement Lefebvre em seu anúncio.

Caso você não esteja muito ligado no assunto, o site Cinnamon Spices reúne vários extras opcionais, como temas, widgets e applets, que os usuários podem adicionar ao seu ambiente gráfico Cinnamon facilmente.

Instalando o Cinnamon 3.4 no Ubuntu 16.04 LTS e 17.04

Para atualizar ou instalar o Cinnamon 3.4 no seu Ubuntu, será necessário primeiro adicionar ao sistema operacional o PPA Embrosyn Cinnamon, para só depois seguir com a instalação. Você pode fazer tudo isso rapidamente executando o comando abaixo no seu Terminal (use o atalho de teclado Ctrl+Alt+T). É só copiar, colar e pressionar Enter no teclado. Não se esqueça de informar sua senha (senha root) quando ela for solicitada no Terminal.
sudo add-apt-repository ppa:embrosyn/cinnamon && sudo apt update && sudo apt install cinnamon -y
Quanto o processo de instalação estiver concluído, encerre a sessão (ou faça uma reinicialização) e, na tela de login, selecione o Cinnamon no Unity Greeter (clique no logotipo branco do Ubuntu para acessar a lista), ficando como mostra a imagem abaixo. Em seguida, basta fazer login novamente.


Caso você não tenha gostado do resultado ou por qualquer outro motivo queira desinstalar o Cinnamon, basta executar o comando abaixo no Terminal:
sudo apt install ppa-purge && sudo ppa-purge ppa:embrosyn/cinnamon -y


FONTE: OMG! Ubuntu!

COMENTÁRIOS