Os recursos que você 'não' vai encontrar no Linux Kernel 4.12


Enquanto o Linux Kernel 4.12 possui vários novos recursos, que totalizam mais de um milhão de novas linhas, a nova versão do kernel ainda chega sem algumas novidades, que certamente adoraríamos ver sendo apresentadas a tempo para o lançamento. Uma dessas mudanças é o HMM (Heterogeneous Memory Management), que beneficia tecnologias como CUDA e OpenCL, por exemplo, permitindo que a memória do dispositivo seja usada de forma transparente por qualquer processo, bem como para espelhar o espaço de endereço do processo em um dispositivo.

O principal desenvolvedor do HMM, Jerome Glisse, estava tentando implementá-lo no Linux Kernel 4.11 e depois na versão 4.12, mas, infelizmente, não houve muito sucesso. Agora, o recurso poderá finalmente chegar com o Linux Kernel 4.13. Quem também está nessa lista de espera são os patches da NVIDIA, que devem aperfeiçoar o suporte do Nouveau (driver de vídeo que lida com GPUs da fabricante) com modelos de placas de vídeo mais recentes, como as que carregam chips com a arquitetura Pascal.

Outra grande novidade que deveria ter chegado com o Linux Kernel 4.12 é o DC/DAL, da AMD. A implementação permitirá o suporte para áudio HDMI/DP em modelos mais recentes de placas de vídeo Radeon. Além disso, sem o recurso apresentado pela AMD, infelizmente, não existirá suporte adequando para as novas GPUs da companhia com a arquitetura Vega, bem como as próximas APUs Raven Ridge.

Sendo assim, mesmo existindo um suporte inicial para GPUs Vega nesta nova versão do kernel, ainda não há qualquer suporte de exibição devido à falta do DC/DAL. O recurso também é necessário para outras características modernas de exibição, como HDMI 2.0, configuração de energia, eventual FreeSync open source e muito mais. O DC/DAL poderá estar finalmente pronto para o Linux Kernel 4.13.

Quando o assunto é o driver de vídeo Nouveau, o sonho permanece em ver um bom suporte para o re-clocking em GPUs com arquitetura Maxwell e Pascal a fim conseguir um bom desempenho, mas isso pode nunca ser conseguido. A menos que a NVIDIA ajude com patches e firmwares, provavelmente não veremos no futuro o driver Nouveau suportar o re-clocking, portanto, o desempenho sempre será lento.

Se você possui um processador Ryzen, da AMD, também não espere por grandes melhorias. O Linux Kernel 4.12 não traz nem um patch da empresa que melhore o suporte ou aumente o desempenho, isto é, ao menos por enquanto.

No geral, o Linux Kernel 4.12 é um lançamento emocionante do kernel, com muitos novos recursos, embora ainda exista várias novidades que infelizmente não estavam prontas para a implementação. O que mais você gostaria de ver no Linux Kernel 4.12? Deixe-nos saber!


FONTE: Phoronix

COMENTÁRIOS