RADV: driver Vulkan para GPUs AMD está a um passo da conformidade com o Vulkan CTS


Anunciado em meados de julho de 2016, fruto da comunidade open source para obter a API Vulkan rodando em placas AMD na plataforma Linux, o RADV está a um passo da conformidade oficial com o Vulkan CTS (Conformance Test Suite) do The Khronos Group, consórcio composto por grandes empresas de tecnologia responsável pela criação e manutenção de padrões abertos, como o OpenGL, OpenCL e WebGL, por exemplo. Aboa notícia foi compartilhada pelo próprio criador do driver, David Airlie, da Red Hat.

Embora os testes realizados por David Airlie com o Vulkan CTS não estejam falhando, o que garante que o RADV realmente oferece recursos suficientes para lidar com aplicações e jogos Vulkan, isso não o torna oficialmente em conformidade com o Vulkan CTS, já que ainda não foi certificado pelo próprio Khronos Group, ou seja, é preciso passar pelo processo formal de aprovação do consórcio, onde é cobrada uma taxa.

Contudo, por ser um projeto fruto da comunidade, onde empresas como a Red Hat, Valve e Google também estão envolvidas, contribuindo com códigos, algumas dessas companhias interessadas podem pagar pela certificação do driver. Outra probabilidade é que o Khronos Group queira examinar o driver gratuitamente, algo que a organização já está fazendo com o X.Org Foundation para o driver open source Nouveau (para GPUs NVIDIA) para que possa ser certificado com o OpenGL CTS.

Este é considerado uma marco muito importante para o projeto, que no início adotou como base o driver Vulkan open source da Intel, chamado de ANV, juntamente com o driver Radeon, implementando suas melhores partes, uma resposta da comunidade open source ao proprietário AMDGPU-PRO.

Mesmo o RADV obtendo grandes avanços em menos de uma ano após sua chegada, mostrando-se ser muito promissor, a AMD diz que não pretende adotá-lo, já que a empresa ainda precisa manter de qualquer maneira seu próprio driver Vulkan para o Windows, que por sua vez compartilha códigos com o AMDGPU-PRO, embora este curiosamente possua poucos recursos quando comparado com o driver da companhia para Windows.

Mais detalhes sobre os testes de David Airlie você confere em seu anúncio oficial, clicando aqui.


FONTE: Phoronix | GamingOnLinuxLiveJournal

Comentários