Segundo Mark Shuttleworth, Ubuntu nos PCs ainda é importante para a Canonical


Durante o evento OpenStack Summit 2017, realizado em Boston, Massachusetts, Mark Shuttleworth que recentemente assumiu (novamente) o gargo de CEO da Canonical, falou um pouco sobre os próximos planos para o Ubuntu no desktop, computação em nuvem e na Internet das Coisas      IoT (Internet of Things). De acordo com o próprio chefão da empresa, a pesar do recente anúncio de encerramento do desenvolvimento do ambiente gráfico Unity, ver o Ubuntu nos PCs ainda é algo importante para a companhia.

Entrevista ao theCUBE, durante o evento, Mark Shuttleworth respondeu que sempre sonhava que o Ubuntu fosse o mainstream no desktop, em cloud e na IoT, mas as coisas nem sempre seguem o nosso querer. De acordo com CEO, o sistema operacional da companhia parece ser de fato o padrão para a computação em nuvem e data centers.

Contudo, Mark Shuttleworth acredita que o Ubuntu no desktop continuará sendo importante para a Canonical no suporte aos desenvolvedores, que são a peça mais importante que move o software livre, open source e inovações de TI, porém, como um negócio, a Canonical escolheu se concentrar na nuvem e na Internet das Coisas.

"Estamos no centro de tudo o que você já leu sobre carros autônomos", afirma Mark Shuttleworth na entrevista de 18 minutos, que você confere abaixo, onde o fundador da Canonical fala sobre como é retornar como o CEO da empresa e como a companhia ganha dinheiro com o OpenStack.




FONTE: Softpedia

COMENTÁRIOS