Ubuntu 17.10 deve trazer o GDM como gerenciador de login padrão


Agora que o GNOME será o ambiente gráfico padrão do próximo Ubuntu 17.10, os desenvolvedores da Canonical decidiram também que o atual gerenciador de login, o LightDM, deve ser substituído. Com isso, o Ubuntu 17.10 e 18.04 LTS devem passar a oferecer o GDM (GNOME Display Manager) por padrão, no lugar do LightDM, que está presente no Ubuntu desde a versão 11.10 do sistema operacional.

"Tentamos obter a tela de bloqueio do GNOME Shell rodando com LightDM e usando o GNOME Shell com um LightDM Greeter. Isso ainda parece possível, porém, não é fácil corrigir o GNOME Shell, pois o código do GDM é difícil de separar. Dada a carga de trabalho que temos e os riscos na modificação do GNOME, a decisão é usar o GDM no [Ubuntu] 17.10 e, portanto, no [Ubuntu] 18.04 LTS", explicam os desenvolvedores.

Tema Unity Greeter sobre o LightDM.

Infelizmente, ainda não se sabe se os desenvolvedores pretendem criar um novo tema para o GDM ou se o gerenciador de login não sofrerá nem uma alteração, sendo fornecido com o tema e recursos padrões. Antes que você fique muito preocupado, caso você seja novo no Ubuntu, o GDM não é muito diferente de se usar, quando comparado com o LightDM. Ou seja, você ainda poderá alternar entre diferentes sessões de área de trabalho (incluindo Unity 7, caso você deseje reinstalar), além de acessar alguns recursos adicionais, como controles de música na tela de bloqueio quando a música estiver sendo reproduzida.

No entanto, um recurso que provavelmente você não encontrará é a sessão convidado. Como está hoje, o GDM não oferece suporte a sessões de convidados. Mas, para ser justo, o Ubuntu também não      e nem mais. No mês passado, o Ubuntu lançou uma atualização que  desabilitou as sessões de convidados no LightDM devido a uma falha de segurança que poderia permitir que os usuários da sessão convidado acessassem os conteúdos das pastas de outros usuários registrados no sistema.

Embora o GDM deva se tornar o gerenciador de login padrão do Ubuntu, o LightDM ainda receberá suporte e será atualizado com correções de bugs, bem como ainda poderá ser usado por outros sabores oficiais do Ubuntu.


FONTE: OMG! Ubuntu!

Comentários