Ubuntu 17.10 poderá suportar reprodução de vídeo acelerada por hardware em placas AMD e NVIDIA


A Canonical está trabalhando para melhorar a experiência do usuário em seu popular sistema operacional e parece que a empresa está fazendo algum progresso na reprodução de vídeo acelerada por hardware com os gráficos integrados da Intel no próximo Ubuntu 17.10, bem como em PCs com placas de vídeo AMD e NVIDIA em um futuro não muito distante.

Atualmente, os desenvolvedores estão mais focados em oferecer o recurso com os gráficos integrados da Intel já que, segundo eles, são os produtos mais populares entres os usuários. No entanto, a novidade deve demorar mais algum tempo para suportar também GPUs da AMD e NVIDIA, já que ainda há muitos bugs presentes na implementação.

"Estamos fazendo progressos na reprodução de vídeo acelerada [por hardware] na Intel, mas estamos encontrando muitos bugs ao longo do caminho. Erros no driver Intel VA, bugs no Totem e erros no GStreamer - mas estamos corrigindo-os", diz Will Cooke, da Canonical. "Enquanto estamos nos concentrando na Intel no momento, NVIDIA e AMD serão trabalhados com o tempo."

Ubuntu 17.10 (ainda em desenvolvimento).

Os trabalhos da Canonical na interface gráfica do LivePatch continua e a tela de Propriedades do Software foi atualizada para exibir o estado atual dos Patchs instalados ou disponíveis. Os desenvolvedores também estão trabalhando em uma API de autenticação para permitir que os usuários se inscrevam e obtenham uma chave dentro de uma ferramenta de configuração do LivePatch.

A dona do Ubuntu também revelou que a equipe envolvida no Ubuntu para desktop está negociações com os desenvolvedores do sistema operacional elementary OS para criar uma nova funcionalidade para os dois sistemas operacionais que silenciariam ou pausariam o áudio quando uma chamada chegasse, algo que deveria basear-se no PulseAudio sound server e no plugin Cork.

Por último, mas não menos importante, uma nova versão do LibreOffice no formato Snap já está disponível para testes e pode ser instalada executando o seguinte comando no Terminal: snap install --beta libreoffice.


FONTE: Softpedia | Ubuntu Insights

COMENTÁRIOS