Driver Vulkan 'RADV' já consegue superar o AMDGPU-PRO


Como já tínhamos noticiado há algum tempo atrás, no lado "vermelho da força", as últimas versões estáveis da biblioteca de gráficos 3D Mesa já conseguem superar o driver AMDGPU-PRO ao usar o OpenGL, algo que ficou mais evidente com a chegada do suporte para multithreading com a API (recurso conhecido também como "glthread") em aplicações e jogos específicos. Agora, parece que o mesmo está acontecendo com a Vulkan, onde o driver open source RADV oferece um melhor desempenho que o software proprietário da AMD.

Pelo menos é o que mostra alguns benchmarks publicados recentemente pelo site Phoronix. Entre as configurações da máquina utilizada nos testes, podemos citar o processador Intel Core i7-7700K, a placa de vídeo MSI Radeon RX 580 e 16 GB de memória RAM. A distribuição Linux utilizada foi o Ubuntu Ubuntu 17.04 com a versão de desenvolvimento do próximo Mesa 17.3 (com o driver open source RADV, obviamente) disponível no PPA Padoka. O driver proprietário da AMD utilizando foi o AMDGPU-PRO 17.30.

Já os jogos para Linux que possuem suporte para a Vulkan utilizados nos testes, foram: Dota 2, Dawn of War III, Mad Max, Serious Sam 3 BFE e Talos Principle. Além de comparar o AMDGPU-PRO com o RADV para a Vulkan, alguns resultados de comparação com o OpenGL para esses games também estão disponíveis para colocar os números em uma perspectiva geral melhor. Sem mais delongas, confira agora os benchmarks:

Dota 2

Como podemos ver no gráfico abaixo, Dota 2 com OpenGL é muito mais rápido com o próximo Mesa 17.3 (e usando o driver OpenGL RadeonSI) do que com o AMDGPU-PRO 17.30.



Já com o driver Vulkan RADV, Dota 2 em 1080p na Radeon RX 580 é mais rápida do que o AMDGPU-PRO. Note também que o desempenho do jogo com o RadeonSI ainda é um pouco maior do que com a Vulkan, mas, pelo menos, o resultado da Vulkan no AMDGPU-PRO é melhor do que com o OpenGL neste mesmo driver proprietário.



No gráfico abaixo, podemos ver o jogo rodando na resolução 4K com o OpenGL, onde o driver RadeonSI do Mesa 17.3 foi cerca de 30% mais rápido.



No entanto, com a Vulkan, o driver AMDGPU-PRO 17.30 entregou alguns frames a mais do que o RADV no Mesa 17.3.




Dawn of War III

Como Dawn of War III ainda não consegue rodar com o AMDGPU-PRO 17.30 usando o OpenGL, confira abaixo apenas o resultado com o RadeonSI do Mesa 17.3.



O driver AMDGPU-PRO com a Vulkan consegue rodar Dawn of War III. Em 1080p, a Radeon RX 580 com o RADV foi 14% mais rápido que o RadeonSI.



Enquanto que em 4K, o driver AMDGPU-PRO 17.3 foi novamente alguns frames mais rápido.



Serious Sam 3: BFE

Curiosamente, em configurações de gráficos no Low, Serious Sam 3: BFE no driver AMDGPU-PRO com a Vulkan foi mais rápido, enquanto que nos níveis mais altos de qualidade, o jogo foi mais rápido com o RADV na Radeon RX 580.







The Talos Principle

The Talos Principle é muito mais rápido com o AMDGPU-PRO do que com o RADV na Radeon RX 580 usando a API Vulkan.



Mad Max

Ao usar a Vulkan, Mad Max em 1080p foi mais rápido com o driver open source RADV na Radeon RX 580 do que com o AMDGPU-PRO 17.30. O driver proprietário da AMD também possui problemas ao executar o jogo com o OpenGL.









Em 4K, Mad Max também se sai melhor no driver RADV sobre o AMDGPU-PRO.









O driver RADV do Mesa 17.3 está melhor do que nunca

Em vários casos, o driver RADV já consegue oferecer um melhor desempenho com a Vulkan do que com o AMDGPU-PRO. Isso só é possível graças ao bom trabalho realizado pelos desenvolvedores que trabalham nos drivers open source para placas de vídeo da AMD, sejam eles da própria dona da linha Radeon (contribuindo de forma indireta), da comunidade ou, até mesmo, trabalhando para a Valve.

E você, o que achou dos resultados? Devemos esperar um futuro promissor para o lado vermelho da força no sistema do pinguim? Deixe sua opinião nos comentários.


FONTE: Phoronix

Comentários