Canonical precisa de sua ajuda para descobrir o próximo passo do Mir


No início deste ano, parecia que o Mir estava no seu leito de morte após a Canonical anunciar que estava abandonando o desenvolvimento do Unity 8 e que este servidor de exibição seria limitado apenas a casos de uso de IoT (Internet da Coisas), que vem crescendo nos últimos dias. Mas, a verdade é que a Canonical ainda tem uma equipe de desenvolvedores trabalhando no software e está procurando mais profissionais para trabalhar nele, além de colocar o código disponível no GitHub.

O último trabalho realizado pelos desenvolvedores do Mir envolve a implementação básica do suporte para clientes Wayland, incluindo entradas de mouse e teclado. A implementação do Wayland Conformance Suite (wlcs) também permite que o cliente se conecte ao servidor, além de criar janelas e desenhar nelas, mas há muito trabalho a ser feito antes de alcançar o suporte completo ao Wayland no Mir, o que envolve a adição de elementos essenciais funcionando como copiar e colar ou arrastar e soltar.

Além disso, os desenvolvedores ainda precisam adicionar mais funcionalidades de gerenciamento de janelas e implementar todas as extensões de protocolo no repositório Wayland-protocols, então a equipe por traz do Mir está no ponto em que precisa do feedback da comunidade para descobrir uma direção para o servidor de exibição.

Os usuários são convidados a enviar seus comentários sobre o segmento dedicado e escolher entre uma implementação de desktop monolítica, onde o servidor de exibição, o compositor, o gerenciador de janelas, os painéis, as docks e a área de trabalho estão todos em um único processo ou um desktop altamente modular onde todos eles são processos individuais.

No tópico, você pode conferir os prós e os contras de cada implementação, onde a Canonical também deseja seus comentários sobre várias opções de personalização e temas que você usa no Ubuntu, bem como qualquer outro recurso que você precisa para o seu computador pessoal com o Ubuntu.

Por enquanto, o Ubuntu 17.10 usa o servidor de exibição Wayland por padrão, mudando para o X.Org Server quando o usuário instala o driver de vídeo proprietário da sua placa de vídeo NVIDIA, por exemplo. Entre os projetos com suporte upstream do Mir, agora estão GTK3, SDL2, GLFW3 e Kodi.


FONTE: Softpedia | Phoronix

Comentários