O Linux Kernel 4.15 contará com grandes novidades para os usuários AMD


O próximo Linux Kernel 4.15 será um grande lançamento, o que inclui muitos novos recursos, melhorias e correções importantes para todos os tipos de hardwares e periféricos. Mas, especialmente para os usuários AMD, o lançamento do Linux Kernel 4.15 será muito importante. Se você está usando um processador e/ou placa de vídeo AMD, o kernel Linux 4.15 é uma ótima maneira de terminar o ano. Há uma série de novidades que torna esta versão excelente para você.

Em primeiro lugar, a pilha de código AMDGPU DC foi implementada. Esta adição de mais de 130 mil linhas de código ao kernel fornece o suporte de exibição para placas de vídeo Radeon RX Vega, o suporte de exibição para APUs Raven Ridge, bem como para áudio via conexão HDMI e DP para as recentes gerações de hardware Radeon, atomic mode-setting, o suporte inicial de preparação para o FreeSync e muitos outros recursos modernos que deixa o suporte do Linux com produtos da AMD mais próximo do suporte oferecido com o driver Radeon Software no Windows.


Além da implementação do AMDGPU DC, há suporte de agendamento de prioridade para o driver de vídeo AMDGPU, conforme desenvolvido pela Valve, para garantir que o Steam VR no Linux possa ser executado em uma prioridade mais alta para reduzir o risco de desaceleração causando enjoo de movimento e outros desconfortos. Este agendador de prioridades estava em desenvolvimento há um ano e finalmente ficou pronto. Para o driver Vulkan RADV, este suporte é exposto através da extensão VK_EXT_global_priority no Mesa 17.3, que deve ser lançado em breve.

Outras novidades envolvendo o driver AMDGPU encontradas no kernel Linux 4.15, inclui suporte de reposição GPU para placas gráficas RX Vega em caso de travamento ou outros problemas, suporte para PowerPlay com placas GCN 1.1 Sea Islands, atualizações de gerenciamento de memória TTM, suporte para PRIME mmap, mais melhorias para APUs Raven Ridge e muito mais.

Melhor suporte para processadores AMD

Beneficiando todos os processadores com a microarquitetura Zen, seja Ryzen, Threadripper ou EPYC, finalmente há suporte de monitoramento de temperatura de CPUs AMD Zen que está presente dentro do driver k10temp hwmon. É bobagem que levou tanto tempo, mas com o kernel Linux 4.15, agora você pode conferir as temperaturas da CPU desses novos processadores AMD no Linux. Já as melhorias envolvendo PCI incluem suporte BAR de 64 bits para processadores AMD Family 15h (Bulldozer).


Para os processadores de servidor EPYC, o Linux Kernel 4.15 contará com suporte para Secure Encrypted Virtualization, para permitir que VMs convidadas tenham sua memória criptografada pelo hardware, protegendo contra qualquer processo inesperado no host tentando visualizar a memória de uma VM ou uma outra VM tentando explorar o acesso à memória de outra VM, por exemplo.

A janela de mesclagem para o Linux Kernel 4.15 terminará no próximo fim de semana (26 de novembro), enquanto que a versão estável deve chegar em 8 semanas depois; colocando o lançamento estável do kernel Linux 4.15 em meados de janeiro. O Linux Kernel 4.15 é o que está temporariamente previsto como o kernel padrão do Ubuntu 18.04 LTS, entre outros lançamentos de distribuições Linux no primeiro trimestre de 2018.


FONTE: Phoronix

Comentários