Jogo Dead Island agora deve rodar melhor com os drivers open source no Linux


O jogo de survival horror e ação-aventura em primeira pessoa, Dead Island, lançado há seis anos, agora deve rodar melhor com os driver de vídeo open source (também conhecidos como drivers Gallium3D) na plataforma Linux. Isso é possível graças a alguns patches de melhorias e correções que acabaram de ser implementados no próximo Mesa 18.0. Outros títulos também devem ser beneficiados com a novidade.

Dead Island é bem conhecido por apresentar problemas com drivers Gallium3D, como é o caso do RadeonSI (driver que lida com placas da AMD). Mas, com o código mais recente do Mesa Git, o driver agora oferece suporte adequado para a extensão ARB_get_program_binary para armazenamento em cache do lado do aplicativo, além de ter o TGSI (o Gallium3D IR) como um formato suportado, criando shader cache no disco com a infraestrutura Mesa GLSL.



Os desenvolvedores vem trabalhando nessas melhorias desde o mês de novembro do ano passado, mas os patches só foram revisados recentemente para que seja implementados no Mesa 18.0. Então, se você planeja no futuro jogar Dead Island com os drivers open source, seja com placas de vídeo AMD ou NVIDIA, não deixe de atualizar para o Mesa 18.0, após o lançamento oficial.


FONTE: Phoronix

Comentários