O Linux Kernel 4.17 terá o AMDGPU DC habilitado por padrão para todas as GPUs suportadas


Desde a implementação da pilha de código de exibição AMDGPU DC (anteriormente conhecido como DAL) no Linux Kernel 4.15, apenas placas de vídeo Radeon RX Vega e os gráficos integrados Raven Ridge eram oficialmente suportados. Mas, com a chegada do Linux Kernel 4.17, isso deve mudar e o AMDGPU DC deve ser habilitado por padrão para todas as GPUs suportadas.

Com isso, o AMDGPU DC será habilitado por padrão para as GPUs Polaris, Carrizo, Tonga, Bonaire e Hawaii. No entanto, ficam de fora os chips mais antigos que GCN 1.0. Esta pilha de código é o que permite o suporte para atomic mode-setting, áudio HDMI/DP e permitirá o suporte open source para o FreeSync, entre outros recursos modernos de exibição. Até agora, no Linux Kernel 4.15 e 4.16, o argumento de linha de comando  amdgpu.dc=1  ainda é necessário para habilitar o AMDGPU DC.

Entre as novidades que também estarão presentes no Linux Kernel 4.17 para placas de vídeo da AMD, podemos citar refatoração de código em torno do PowerPlay, suporte para obter o tipo de RAM de vídeo do BIOS de vídeo, melhorando o suporte com o gerenciador de memória TTM, atualizações de cálculos de largura de banda DC, a adição de várias correções para o código de exibição e outras correções de bugs.

A lista completa de alterações pode ser encontrada clicando aqui. Pode haver algumas consequências, mas o AMDGPU DC, no geral, está ficando mais refinado com o mais recente código DRM.


FONTE: Phoronix

Comentários