Confira o novo instalador do Ubuntu Server 18.04 LTS


No ano passado, a Canonical começou a desenvolver um novo instalador para a edição dedicada a servidores do seu sistema operacional e, embora tenha apresentado alguns problemas no início, a novidade já está bem estável graças aos esforços dos desenvolvedores nos últimos meses, sendo implementado por padrão no recém-lançado Ubuntu Server 18.04.

O Ubuntu Server 18.04 LTS reúne todas as últimas atualizações de pacotes para beneficiar servidores, a nuvem e etc. Para aqueles que estão instalando o Ubuntu Server, a diferença mais óbvia é o novo instalador que agora substitui o uso de um Debian Installer modificado. O novo instalador também oferece algumas pequenas diferenças como integração com o Ubuntu MAAS (Metal as a Service).

Exitem também opções comuns de instalação sobre linguagem e configuração do teclado, como mostram as imagens imagens abaixo:



E então a opção de instalar o Ubuntu Server ou configurar o MAAS. O Metal as a Service, da Canonical, é para oferecer automação e gerenciamento de servidores bare metal:


E então a configuração de rede:



Isso é seguido pela configuração do disco:


Há a instalação de disco completo padrão ou a capacidade de configurar manualmente a configuração de armazenamento. Esta área não é tão avançada quanto alguns outros instaladores. As opções do sistema de arquivos são EXT4, XFS e Btrfs. Embora a Canonical tenha apoiado o ZFS no Linux nos últimos dois anos, não há opção do ZFS a partir com o novo instalador nem de qualquer opção para uma configuração do F2FS. Também não há opções de RAID/LVM aparentemente oferecidas neste estágio:



Por fim, antes da instalação, é preciso configurar um nome de usuário e servidor. Há também a capacidade de importar facilmente chaves SSH do GitHub ou do Launchpad - uma boa adição em comparação com o instalador anterior:



No geral, este novo instalador do Ubuntu Server 18.04 LTS parece estar estar funcionando muito bem. Comparado com os primeiros testes de instalação de um ano atrás, ele amadureceu muito e, ao testar snapshots recentes do Ubuntu Server, ele está funcionando sem problemas.


FONTE: Phoronix
IMAGENS: Phoronix

Comentários