Rise of the Tomb Raider: 20 Year Celebration já está disponível no Linux


A Feral Interactive anunciou nesta quinta-feira (19) mais um título de peso para a plataforma Linux. Trata-se de Rise of the Tomb Raider: 20 Year Celebration, o segundo game de uma trilogia que começou em 2013 com Tomb Raider. Além do suporte para a API Vulkan, esta edição especial tem todos os DLCs lançados desde seu lançamento oficial há mais de dois anos, incluindo Baba Yaga: The Temple of the Witch, Blood Ties e Cold Darkness Awakened.

Além disso, os jogadores Linux que são mais casca grossa poderão jogar com o novíssimo nível de dificuldade Extreme Survivor, bem como desfrutar dos novos modos Expeditions, incluindo o Lara's Nightmare, Endurance Mode e Expedition Cards.



Requisitos do sistema para jogar Rise of the Tomb Raider no Linux

Se você quiser jogar Rise of the Tomb Raider em sua distribuição Linux favorita, o seu PC terá que ter no mínimo um processador Intel Core i3-4130T ou equivalente da AMD, 8GB de RAM e uma placa de vídeo AMD Radeon R9 285 de 2GB de VRAM ou uma NVIDIA GeForce GTX 680.

Agora, para obter a melhor experiência de jogo, de acordo com os desenvolvedores, é recomendável ter um computador com um processador Intel Core i7-3770K, 12 GB de RAM e uma placa gráfica NVIDIA GeForce GTX 980Ti. São necessários pelo menos 28 GB de espaço livre em disco para jogar, o que requer a Vulkan e o driver NVIDIA 396.18.

Para as placas de vídeo da AMD, recomendamos que você tenha instalado o Mesa 18.0, especialmente se você possui uma GPU Radeon Vega. De acordo com a Feral Interactive, o jogo não é suportado em placas gráficas mais antigas da AMD Radeon GCN de 1ª e 2ª geração, nem gráficos integrados da Intel.

Atualmente, Rise of the Tomb Raider: 20 Year Celebration está com 60% de desconto, saíndo por R$ 42,89.


FONTE: Softpedia | Steam

Comentários