Entenda: o Nautilus ainda contará com suporte para executar scripts e binários


Depois de decidir remover a capacidade de executar binários e scripts diretamente do Nautilus, a equipe de desenvolvimento do GNOME voltou atrás e anunciou que ainda será possível executar programas e arquivos executáveis diretamente do gerenciador de arquivos. De acordo com o desenvolvedor Carlos Soriano em seu anuncio de remoção do recursos há duas semanas, isso traria mais segurança para os usuários do ambiente gráfico.

Como esperado, a reação da comunidade foi dura quando descobriram que os desenvolvedores do GNOME decidiram remover a capacidade de executar binários do gerenciador de arquivos Nautilus, uma funcionalidade essencial que está presente em todos os principais sistemas operacionais e ambientes gráficos. E acontece que executar binários e scripts do Nautilus é necessário em vários fluxos de trabalho específicos.

Ao que parece, tudo ficou mais claro para os desenvolvedores do GNOME depois que um usuário postou um caso de uso intrigante para a execução de scripts no Nautilus, o que fez com que o desenvolvedor Carlos Soriano decidisse reverter a decisão para permitir a execução de binários e scripts do gerenciador de arquivos. E esse não é o único caso de uso para a capacidade do Nautilus de executar binários ou programas, pois vários outros casos de uso apareceram recentemente.

"Recentemente removemos a capacidade de executar binários e scripts", diz Carlos Soriano em um recente commit . "Apareceram alguns casos que mostram que precisamos suportar [o recurso], especialmente para criadores de conteúdo e empresas. Isso também mostra que é difícil prever casos como esses, já que algumas configurações complexas podem ser necessárias para fluxos de trabalho específicos."

Dessa forma, os usuários do GNOME podem agora ter a certeza de que o Nautilus continuará a permitir a execução de binários, scripts ou programas. A mudança deveria afetar a próxima grande versão do ambiente gráfico, o GNOME 3.30.


FONTE: Softpedia

Comentários