Linux Kernel 4.18 contará com suporte inicial para a GPU Volta GV100, da NVIDIA


No início do mês, foram anunciados alguns patches para o driver de DRM (Direct Rendering Manager) Nouveau que permitem o suporte inicial e open source para a GPU "Volta" GV100, da NVIDIA. Agora, esses novos patches já estão programados para serem implementados no Linux Kernel 4.18 em junho, mês em que será iniciado o desenvolvimento da próxima série do kernel Linux.

O Nouveau é o driver Linux amplamente baseado em engenharia reversa e de código aberto que lida com GPUs da NVIDIA. Embora a empresa tenha publicado a primeira documentação sobre o hardware de exibição das GPUs com microarquitetura Volta a algumas semanas atrás, ainda não foram pulicados qualquer informação oficial sobre o hardware 3D ou sobre seus núcleos Tensor e outros aspectos importantes da GPU.

O suporte do Nouveau para a GPU GV100 é basicamente bom o suficiente para aqueles que apenas querem executar tarefas simples, mas isso não funcionará com nenhum cenário de computação ou 3D, entre outras razões, até que a NVIDIA libere as imagens de firmware assinadas para suportar a aceleração de hardware.


Mas, como com as GPUs com microarquitetura Maxwell e Pascal, mesmo quando a aceleração de hardware está disponível, as GPUs provavelmente ficarão presas às frequências de clock de inicialização até o suporte para re-clocking seja implementado, algo que provavelmente dependerá de mais imagens de firmware assinadas sendo lançadas pela própria NVIDIA.

Também ainda não há um driver Nouveau Vulkan ou suporte a computação adequado, mas os desenvolvedores da Red Hat estão atualmente realizando este trabalho com sua criação SPIR-V/NIR. Por enquanto, as GPUs NVIDIA com o melhor e mais útil suporte a drivers 3D de código aberto são as placas gráficas GeForce GTX 700 "Kepler".

A NVIDIA, pelo menos, tem proporcionado grande suporte ao hardware Volta no Linux desde o primeiro dia de lançamento dessas GPUs com o seu driver proprietário. O suporte inicial para a GV100 e outras reestruturações de código para o Linux Kernel 4.18 podem ser encontradas através desta fusão com o DRM-Next, que produz mais de 15.000 novas linhas de código e cerca de 8.000 linhas excluídas.

O ciclo de desenvolvimento do Linux Kernel 4.18 deve começar oficialmente em meados de junho, enquanto o lançamento da estável deve ocorrer no final de agosto.


FONTE: Phoronix

Comentários