LMDE 3 está a caminho e o Cinnamon 4.0 terá melhor desempenho


A equipe do Linux Mint compartilhou nesta sexta-feira (20) mais uma nova atualização de status sobre o trabalho em que estiveram envolvidos no último mês, o que inclui ter que lidar com algumas atualizações desagradáveis de pacotes e preparar a versão beta do Linux Mint Debian Edition 3 (LMDE 3) que, como o seu próprio nome sugere, é a versão do sistema operacional baseada no Debian Testing.

Em sua postagem, os desenvolvedores revelam que neste mês tiveram que lidar com algumas dores de cabeça, causando problemas decorrentes de atualizações de lançamento estável do Ubuntu em torno do Mesa e do GRUB em particular. Também tiveram que lidar com um problema no kernel, entre outras regressões. Mas para aqueles que são fãs do Linux Mint Debian Edition, o LMDE 3 está a caminho, com a versão beta chegando no final de julho, que deve contar com o seu próprio instalador, bem como uma opção de instalação baseada no popular Calamares.

"O LMDE 3 contará com 2 instaladores diferentes. Além do nosso próprio "live-installer", você também encontrará o Calamares no menu de aplicativos. Embora o live-installer funcione bem e seja muito fácil para nós mantermos, solucionar problemas e melhorarmos, o Calamares está à frente quando se trata de esquemas de particionamento e fornece a capacidade de usar a criptografia de disco completo do LUKS", explicam os desenvolvedores.

"Ambos os instaladores suportam instalações de BIOS e EFI. Teremos interesse em ouvir seus comentários. O LMDE 3 está atualmente em QA e sua versão beta está prevista para o final do mês."

O Cinnamon 4.0 terá melhorias de desempenho

Embora o ambiente gráfico Cinnamon 3.8 tenha sido lançado recentemente, antes mesmo da chegada do Linux Mint 19, o pessoal por traz do Linux Mint já está trabalhando no Cinnamon 4.0. Uma das áreas em que os desenvolvedores estão se concentrando é no melhor desempenho, em particular, em torno de possivelmente desligar o VBlank. Desativar o recurso pode oferecer um desempenho muito melhor, mas com tearing na tela.

Pelo menos, com o driver de vídeo da NVIDIA, o VBlank do compositor pode ser desativado sem ter nenhum tearing, mas se for habilitada a opção “Force Composition Pipeline” no NVIDIA-Settings. Os desenvolvedores do Linux Mint estão testando várias opções de GPU e driver para determinar o que pode ser feito sobre o desempenho do VBlank para o Cinnamon 4.0.

Para mais detalhes, não deixe de conferir a postagem dos desenvolvedores no blog oficial do Linux Mint, através deste link.


FONTE: Linux Mint

Comentários