Um grande redesenho dos ícones do GNOME já está em andamento


Os desenvolvedores do GNOME estão redesenhando o tema de ícones padrão para todos os principais aplicativos do ambiente gráficos como parte de uma revisão mais ampla das diretrizes de design do projeto. A iniciativa espera tornar mais fácil (e com menos esforço) o trabalho dos desenvolvedores de aplicativos que fornecem seu próprios ícones para seus softwares.

Contudo, ao que parece, esse redesenho não é nem uma grande surpresa para muitos, já que os novos ícones de pastas do tema Adwaita apresentados no mês de junho indicavam que que uma nova abordagem estava sendo adotada no design. Além disso, com o ambiente gráfico sendo preparado para o smartphone Librem 5, da Purism, o período dessa renovação não poderia ser melhor.

Atualmente, os desenvolvedores que criam aplicativos para uso no GNOME precisam empacotar seus softwares com uma quantidade de recursos de ícone adicionais em tamanhos pequenos, complicados e de baixa resolução. Se você já deu uma olhada em um tema de ícones de terceiros, certamente encontrará várias pastas cheias de ícones em 24px, 32px, 48px e outros tamanhos.

Mas o pessoal por traz do GNOME começou a perceber que esse fardo para os desenvolvedores de aplicativos é demais, sem falar que, em outros ambientes gráficos, isso não é necessário, sendo algo exclusivo do próprio GNOME.

Sendo assim, o GNOME está abandonando o uso de tamanhos minúsculos de ícones em favor de ícones simbólicos, que exigem apenas que os desenvolvedores enviem um ícone único, escalável e de alta resolução. E como qualquer iniciativa bem intencionada, o esforço começa em casa.

Os novos ícones de aplicativos do GNOME

Espere ver novos ícones de aplicativos para uma série de apps conhecidos do GNOME, incluindo Calculator e Eye of GNOME, alguns dos quais você pode ver na imagem abaixo. Os novos designs são menos emaranhados, evitando gradientes e brilho em favor de maior contraste e cores mais marcantes.


O GNOME Documents, Evince e o player de vídeo Totem estão entre os aplicativos que já implementaram seus novos ícones planos em suas ramificações de desenvolvimento e os ícones reformulados para outros aplicativos possuem solicitações de mesclagem pendentes.

Para ajudar com a iniciativa, os desenvolvedores do GNOME planejam abordar aplicativos populares de código aberto, como Inkscape, GIMP e Blender, para suportar os novos planos de ícones. A esperança é que os ícones comecem a usar o nome do pacote como, por exemplo, org.gnome.Blender.svg.

Ainda, de acordo com Jakub Steiner, designer no GNOME, o projeto também quer “reconsiderar as escolhas estéticas” que fez até agora. Não é que seus ícones atuais não sejam utilizáveis ​​- eles são, e em muitos casos são esforços maravilhosos - mas o visual emaranhado modelado em 3D já não é mais amplamente usado.


Uma reescrita das diretrizes de interface humana do GNOME (HIG) está em andamento. Isso ajudará os desenvolvedores a aprender as práticas recomendadas para criar ícones, usar espaço em branco, cores, perspectiva e assim por diante.

Simplificar a maneira como os ícones são fornecidos, usados ​​e dimensionados, tanto para aplicativos principais como de terceiros, tem um benefício adicional: torna mais fácil para o ambiente gráfico GNOME permanecer contemporâneo no futuro.


FONTE: OMG! Ubuntu!
IMAGENS: OMG! Ubuntu!

Comentários