Wine agora suporta a Vulkan no macOS graças ao MoltenVK


Agora o Wine pode fazer uso da API gráfica Vulkan no macOS por meio do MoltenVK, graças ao desenvolvedor Andrew Eikum, da CodeWeavers. A novidade deve permitir que os jogos do Windows tenho melhor desempenho com a Vulkan do que com o OpenGL, como já acontece no Linux, no sistema operacional da Apple, além de possibilitar, é claro, o uso do DXVK.

Mas isso não é tudo. A novidade permitirá que os desenvolvedores do Wine se concentrem mais no suporte para a Vulkan, especialmente quando a API de baixo nível pode ser a principal API gráfica e de computação nos dois principais sistemas operacionais que executam o Wine: Linux e macOS.

Esforços como o suporte ao Direct3D dentro do Gallium3D do Mesa no passado não tiveram uma boa recepção pelos desenvolvedores do Wine, uma vez que a solução estava limitada apenas ao Linux e, portanto, a um subconjunto dos drivers de vídeo do Linux. Agora, com o suporte para a Vulkan no macOS, espera-se que seja um futuro muito mais promissor para projetos como o DXVK e VKD3D.

Isso é especialmente importante, pois para o suporte ao Direct3D 12 no Wine, os desenvolvedores estão focando exclusivamente no VKD3D, já que o D3D12 não seria bem mapeado para o OpenGL/OpenCL e manter uma camada "D3D12-to-Metal" apenas para o macOS seria uma tarefa complicada, algo que, felizmente, não deve acontecer com a Vulkan.

Esta também é uma boa notícia para os jogadores Linux, devido ao provável aumento no trabalho de melhorias no suporte da Vulkan no Wine e mais atenção por parte dos desenvolvedores. Para os testadores de plantão, a novidade já deve estar disponível no Wine 3.13, que chega na próxima semana.


FONTE: Phoronix

Comentários