Navegador Opera agora está disponível como um Snap


A Canonical e a Opera Software anunciaram nesta quinta-feira (2) que um dos navegadores mais populares da atualidade, o Opera, agora está disponível para Linux no formato Snap. Usado por mais de 322 milhões de usuários em todo o mundo em uma ampla gama de dispositivos e sistemas operacionais, o browser é baseado nas mais recentes tecnologias do projeto open source Chromium e, na plataforma Linux, os usuários podem encontrá-lo como pacote DEB ou RPM.

Mas, a partir de hoje, os usuários Linux já podem instalar o navegador como um pacote Snap diretamente da Snap Store, da Canonical, em todos os lançamentos suportados do sistema operacional Ubuntu, bem como em qualquer outra distribuição Linux que suporta a tecnologia Snappy, incluindo Fedora, Debian, Arch Linux, Duzeru OS, Solus, Linux Mint, Regata OS, OpenSuSE e muitas outras.


"Estamos muito felizes em receber o Opera na Snap Store e expandir ainda mais a variedade de aplicativos disponíveis para a comunidade Linux. São aplicativos populares, como o Opera, que impulsionaram o crescimento impressionante de novos snaps para a loja e instalações de usuários cada vez maiores no último ano", diz Jamie Bennett, vice-presidente de engenharia, IoT e dispositivos da Canonical.

Veja como instalar o pacote Snap do Opera

A instalação do Opera tornou-se muito mais fácil devido à sua disponibilidade na Snap Store. Os usuários do Ubuntu e de outras distros Linux agora podem instalar a versão mais recente ou uma build de desenvolvimento do navegador e manter a instalação sempre atualizada. É possível fazer isso a partir da Snap Store ou executando no terminal  sudo snap install opera  para a versão estável ou  sudo snap install opera-developer --edge  para a edição de desenvolvimento.

A tecnologia Snappy, da Canonical, por trás do formato universal Snap fornece aos usuários acesso direto às versões mais recentes dos aplicativos, assim que estiverem disponíveis. Os Snaps são pacotes de software em container projetados para serem seguros e sempre atualizados, oferecendo aos usuários atualizações automáticas e recursos de reversão.


FONTE: Softpedia | Ubuntu Blog

Comentários