DXVK 0.71 chega com mais correções e redução no uso da CPU


O DXVK, implementação que permite rodar jogos desenvolvidos com Direct3D 10 e 11 sobre a Vulkan usada por um número crescente de usuários do Wine e agora pelo Proton do Steam Play, ganhou no último domingo (2) uma nova versão, a 0.71, que chega trazneod diversas melhorias e correções que devem ajudar ainda mais a executar jogos do Windows no Linux.

Como é o caso de novas opções que permitem ajustar a memória máxima do dispositivo exposta e memória compartilhada máxima para lidar com alguns jogos que possuem problemas em cenários onde é exposta uma grande quantidade de VRAM. De acordo com as notas de lançamento, alguns games chegam a ter problemas com 4 GB VRAM.

Outro novo ajuste é a variável de ambiente DXVK_FILTER_DEVICE_NAME para forçar o DXVK a usar um dispositivo Vulkan específico, combinando o dispositivo a partir de arquivos de log capturados ou com o vulkaninfo.

Aqueles que estão preocupados com o uso da CPU pelo DXVK certamente ficaram felizes em saber que os desenvolvedores continuam trabalhando para reduzir a sobrecarga geral do processador e o DXVK 0.71 traz algumas adições neste sentido. Além disso, também foram implementadas algumas correções para Crysis, World of Tanks, TressFX 4.0, bem como correções para o Direct3D 10 e outros trabalhos de compatibilidade.

Para mais detalhes sobre o DXVK 0.71, não deixe de conferir o anúncio oficial, clicando aqui.


FONTE: PhoronixDXVK/GitHub

Comentários