Iris: o novo driver Gallium3D da Intel para lidar com o OpenGL no Linux


No mês passado, falamos sobre um novo driver Gallium3D em desenvolvimento pela Intel apelidado de "Iris" e potencialmente substituto do "i965", driver clássico presente na pilha gráfica Mesa, para as gerações recentes de hardware gráfico Intel HD, UHD e Iris. Agora, os desenvolvedores da Intel começaram a falar sobre este novo driver open source para GPU no Linux na conferência XDC 2018 em Corunha, na Espanha.

Embora o futuro esteja com a Vulkan e apesar da Intel possuir um excelente driver Vulkan de código aberto, chamado "ANV", a empresa ainda está investindo no OpenGL devido às muitas aplicações que ainda dependem da API gráfica agora e no futuro previsível.

Desenvolvedor na Intel, Kenneth Graunke finalizou sua apresentação sobre o novo driver Iris Gallium3D para a conferência XDC 2018. Ele também tem trabalhado no driver durante a maior parte do ano passado e tem feito grades progressos, graças a sua experiência com o driver i965. No suporte ao hardware, o foco está sendo exclusivamente com os gráficos Intel Skylake e mais recentes.


Anos atrás, os desenvolvedores da Intel até tinham considerado o desenvolvimento de uma pilha de drivers baseada em Gallium3D, mas a idela nunca saiu do papel, especialmente por conta de todo o trabalho envolvido na reescrita do driver, assim como do backend do LLVM. Mas o Gallium3D atualmente é bastante maduro e agora a empresa também pode compartilhar seu backend de compilador NIR entre seus drivers legacy/Vulkan e o novo driver Iris.



Outros itens que agora também podem ser compartilhados graças ao código de cálculo de superfície ISL, a biblioteca BLORP para blits/resolves e etc. Kenneth Graunke também comentou: "O Gallium ficou muito melhor [ao longo dos anos]."

Com o Iris, este será um novo começo para as novas gerações de hardware da Intel. A maior parte do trabalho de Kenneth Graunke até agora tem sido para o hardware gráfico Skylake e mais recente. O Iris também é projetado para funcionar somente com novos kernels (Linux Kernel 4.16 e mais recente). Este certamente também será o driver que deve lidar com a futura placa de vídeo da Intel, que tem data marcada para chegar em 2020.

Os desenvolvedores da Intel estão agora convencidos pelas possibilidades atuais com o Gallium3D. Eles estarão implementando o Iris na árvore d o código fonte do Mesa no futuro, uma vez que o código do driver esteja pronto. Por enquanto, o código do Iris é destinado apenas para desenvolvedores que desejam testar ou contribuir, e não para os jogadores Linux.


FONTE: Phoronix

Comentários