É oficial: Linux Kernel 4.19 será a próxima série com suporte de longo prazo


Com o Linux Kernel 4.17 chegando ao fim da vida e considerando que a recém-lançada versão 4.18 não parece ter o que precisa para se tornar a próxima série LTS (Long Term Support), a comunidade LTSI (Long-Term Support Initiative) questionou o desenvolvedor e mantenedor Greg Kroah-Hartman para saber qual será o próximo kernel Linux com suporte de longo prazo.

A resposta de Greg Kroah-Hartman foi positiva ao revelar que a próxima série LTS será o Linux Kernel 4.19, que será suportado por pelo menos dois anos após seu lançamento inicial. No momento, existem cinco ramificações do kernel Linux com suporte de longo prazo, incluindo o Linux Kernel 4.14, Linux Kernel 4.9, Linux Kernel 4.4, assim como o Linux 3.16 e o ​​Linux 3.18.


"Nós perguntamos para GregKH. O 4.19 será o próximo LTS? A resposta foi sim. A versão LTS será lançada no final do ano. Então será o 4.19. Nós esperávamos o 4.20 em junho, mas algum atraso aconteceu na verdade."

O Linux Kernel 4.19 deve chegar em outubro

A série 4.19 do kernel Linux entrou recentemente em desenvolvimento, com o próprio Linus Torvalds iniciando o desenvolvimento no final do mês passado com o primeiro Release Candidate (RC), após duas semanas de mesclagem (período em que são adicionados novos recursos e correções) que foi encerrada em 26 de agosto. Um segundo Release Candidate foi lançado no último final de semana também.

O ciclo de desenvolvimento continuará com as versões semanais do Release Candidate até a versão final, que deve acontecer em meados de outubro como o lançamento do final do ano e a próxima série LTS do kernel. O Linux Kernel 4.19 poderia ser lançado em 14 de outubro ou 21 de outubro de 2018, dependendo do que pode acontecer durante o ciclo de desenvolvimento.

Os destaques do kernel Linux 4.19 incluem um novo driver alternativo de modo de exibição USB Type-C, vários aprimoramentos para KVM x86, suporte a dispositivos LPSS (Low Power Subsystem), mais melhorias para ARM de 64 bits e para DRM, suporte ao Qualcomm Adreno 600, bem como mitigações adicionais para Spectre com CPUs IBM POWER.


FONTE: Softpedia

Comentários