Mark Shuttleworth acredita que a compra da Red Hat pela IBM é uma boa notícia para o Ubuntu


Recentemente, a Red Hat anunciou que foi adquirida pela IBM por US$ 34 bilhões, com a empresa compradora tentando se tornar o principal fornecedor de soluções de nuvem híbrida. Mas, segundo Mark Shuttleworth, CEO da Canonical, o acordo entre ambas as companhias também marca um “momento significativo na progressão do open source para o mainstream”.

Naturalmente, Shuttleworth está se sentindo otimista em relação à posição do Ubuntu como rival da Red Hat, particularmente na área de computação em nuvem, e acredita que há um “impulso acelerado” por trás do Ubuntu dentro do espaço corporativo, em todas as áreas, da IoT (Internet das Coisas), nuvem pública e Kubernetes ao aprendizado de máquina e AI — em todos os setores, a IBM e Red Hat esperam que sua influência combinada possa gerar mais participação no mercado.

"O declínio no crescimento do RHEL em contraste com a aceleração do [crescimento do] Linux é um forte indicador de mercado da próxima onda open source", disse Mark Shuttleworth. "Cargas de trabalho de nuvem pública têm evitado amplamente o RHEL. Cargas de trabalho de container ainda mais. Mover-se à velocidade dos desenvolvedores significa abraçar o código aberto de maneiras que levaram as maiores empresas do mundo, as startups mais velozes do mundo e as que acreditam que segurança e velocidade são melhor resolvidas juntas, para o Ubuntu."

Ainda, segundo ele, as empresas não estão apenas usando o Ubuntu, mas sim escolhendo o sistema operacional porque acreditam no trabalho da Canonical. É uma confiança que não será derrubada pelo acordo da IBM:

"Estamos determinados que o Ubuntu é considerado o veículo mais seguro, mais econômico e mais fiel do mundo para iniciativas open source. Esperamos ajudá-los a entregar a inovação da qual depende seu crescimento futuro", concluiu.

Embora a declaração de Mark Shuttleworth não esteja estritamente relacionada aos assuntos que envolvem o desktop (o foco principal deste site), sua opinião vale a pena ser ouvida do mesmo jeito. É reconfortante saber também que a Canonical acredita que o Ubuntu ainda tem muito a oferecer.


FONTE: OMG! Ubuntu! | Ubuntu Blog

Comentários