Novo patch permitirá que kernel Linux tenha melhor suporte para o mouse OEM da Microsoft


Embora a Microsoft tenha anunciado para todos que ama o Linux, seu comum e muito básico mouse para OEM não tem sido devidamente suportado pelo kernel Linux. Felizmente, agora o código HID do kernel está finalmente obtendo um patch com correção para lidar melhor com o periférico da empresa. Entre os problemas reportados por usuários, estão desconexões a cada minuto.

O mouse, que está disponível há anos no mercado (aparecendo como um fornecedor PixArt e com USB ID 0x00cb), desconectaria a cada 60~62 segundos em distribuições Linux quando conectado normalmente. Este não é um mouse para jogos high-end, mas sim o mouse óptico básico para OEM da Microsoft.

Acontece que isso é devido a um comportamento peculiar, onde o driver HID do kernel fica procurando o mouse, resultando na desconexão. Com o patch de duas linha de código, que atualmente está esperando para ser implementado na próxima versão do kernel Linux, mas que deve ser portado para a versão estável atual, este problema envolvendo o periférico deve ser finalmente corrigido.


Este problema tem acontecido durante anos, mas só foi resolvido este mês graças a um desenvolvedor da SUSE. Voltando a 2013, o relatório de erro inicial com o mouse "Microsoft Basic Optical", além de relatar as contantes desconexões, também destaca que o periférico funcionaria com o Linux Kernel 2.6, mas passou a apresentar problemas desde a versão 3.4 (o Linux Kernel 3.4 estreou em 2012), apresentando o mesmo problema até os dias de hoje.

Esse mouse da Microsoft para OEM também está disponível sob outros rótulos, como o Dell MS116. Há também mais informações sobre o problema através deste repositório no GitHub. Demorou um pouco, mas é ótimo que esse mouse, que por sinal ainda é bastante popular, esteja finalmente recebendo melhor suporte no sistema do pinguim.

Vale ressaltar que o problema não é algo incomum e tem acontecido com vários dispositivos da Corsair e Logitech, entre outras marcas, que também precisaram dessa solução alternativa, embora tenham sido manipulados de maneira mais oportuna com o código HID.


FONTE: Phoronix

Comentários