Ainda deve demorar muito para que o Ubuntu Touch possa usar o Mir com o Wayland


Com o lançamento de ontem da atualização OTA-7 para o Ubuntu Touch, você pode estar curioso para saber como o projeto UBports está se preparando para adotar o moderno compositor e gerenciador de janelas Mir 1.x, que recentemente passou a oferecer suporte ao protocolo Wayland. Infelizmente, ainda vai demorar muito para que isso aconteça.

Para aqueles que ainda não estão muito familiarizados com o assunto, o Wayland é descrito como um "substituto mais simples para o X, mais fácil de desenvolver e manter". Trata-se de um protocolo para que compositores e gerenciadores de janelas possam falar com seus clientes.

O Wayland por si só não fornece um ambiente gráfico; para isso você também precisa de um compositor, ou um ambiente gráfico que inclua um compositor como o GNOME ou o KDE. No caso do Ubuntu Touch, a intensão é usar o próprio Mir 1.x, que também possui suporte para a API EGLStreams, que permite compatibilidade com o driver proprietário da NVIDIA.

Contudo, o sistema operacional móvel dos Ubuntu Phones ainda está usando a versão antiga do Mir lançada nos tempos em que a Canonical desejava abocanhar uma parte do mercado de smartphones. Infelizmente, tudo indica que isso não deve mudar em um futuro próximo. Durante o Ubuntu Touch Q+A 42 desta semana, foi revelado mais alguns detalhes sobre a adoção do Mir 1.x:

"Como está o Mir 1.X? Marius tem trabalhado com isso. O Wayland está funcionando bem, embora, por alguma estranha razão, os dispositivos da Qualcomm não estejam trabalhando bem. Ele [o Wayland] fornece inicialização de aplicativos muito mais rápida. Os resultados estarão no canal Edge em breve, mas ainda está muito longe de ser implementado no Ubuntu Touch. Nós não estaremos nos movendo diretamente para Wayland no próximo estágio de integração" dizem os desenvolvedores.

É ótimo saber que o Mir 1.x vai acelerar a inicialização dos aplicativos no Ubuntu Touch e que pode em breve estar no canal Edge para testes, mas é lamentável que ainda demorará muito para que a versão mais recente do compositor e gerenciador de janelas possa fazer parte dos lançamentos oficiais e estáveis do sistema operacional.

Separadamente, mas no lado positivo para este esforço de smartphone/tablet com Ubuntu, a nova biblioteca libhybris no Ubuntu Touch permitirá mais facilmente portar o sistema operacional para mais dispositivos Android, o navegador Morph continua recebendo melhorias, um novo aplicativo Telegram está a caminho, e outros progressos estão sendo feitos.


FONTE: Phoronix
Comentários