Desenvolvedores do Wine estão explorando um backend Vulkan para o WineD3D


Enquanto os desenvolvedores do Wine já estão trabalhando no VKD3D, uma implementação que permite rodar aplicativos e jogos que fazem uso do Direct3D 12 sobre a Vulkan, a equipe por traz do software agora está explorando um backend Vulkan para o WineD3D para usar a API gráfica de baixo nível em vez do OpenGL para lidar com o Direct3D 10/11.

Esse novo esforço é semelhante ao DXVK, que também permite executar o Direct3D 10/11 sobre a Vulkan, ou o VK9 para obter o Direct3D 9 rodando sobre a Vulkan. Atualmente, a biblioteca WineD3D está mapeando chamadas D3D para o OpenGL, enquanto alguns desenvolvedores estão explorando a viabilidade de usar a Vulkan para realizar esse processo, assim como o VK9 e o DXVK.

Aparentemente, a equipe do Wine cogitou anteriormente em usar o DXVK, mas, por motivos obscuros, foi decidido que a implementação, que já mostrou funcionar muito bem, além de ter o total apoio da Valve, não será usada. Não podemos negar que refazer todo esse trabalho seria um grande desperdício de esforço, levando em consideração todo o avanço já feito no DXVK.

"A lista de discussão é realmente mais apropriada para consultas como esta, mas a resposta curta é que estamos de fato trabalhando em um backend da Vulkan para o wined3d. Também tentamos trabalhar com o projeto DXVK; isso não funcionou", disse Henri Verbeet, funcionário da CodeWeavers e membro da equipe de desenvolvedores do Wine, quando questionado por que o Wine ainda insiste em fazer uso apenas do OpenGL quando já se sabe que a Vulkan oferece aumento significativo no desempenho.

Certamente será interessante ver o que vem dessa iniciativa dos desenvolvedores do Wine, que pode realmente ajudar os jogos do Windows a rodarem com muito mais desempenho no Linux com a Vulkan.


FONTE: Phoronix
Tags :
Comentários