Ainda não está decidido se o Ubuntu 20.04 LTS suportará 32 bits (x86)


O Ubuntu 17.10 foi a primeira versão do sistema operacional da Canonical a abandonar imagens x86 de 32-bits (i386) enquanto os pacotes i386 ainda permaneceram nos repositórios de software.  Outros derivados do Ubuntu ao longo do ano passado também tomaram essa decisão e no futuro devem oferecer para instalação apenas ISOs de 64-bits. Agora, para o próximo Ubuntu 20.04 LTS, pode até não existir mais os pacotes i386 disponíveis para instalação.

Foi o desenvolvedor Steve Langasek, da Canonical, quem reiniciou a discussão sobre a inclusão do suporte para i386 no lançamento da próxima versão com suporte de longo prazo do Ubuntu no próximo ano. Steve comentou hoje: "a verdadeira questão é se o i386 ainda é suportável (e justificável) como uma arquitetura de release no calendário [do Ubuntu] 20.04. Existem preocupações técnicas significativas sobre se podemos continuar a fornecer o suporte de segurança esperado para o i386 durante o tempo de vida do Ubuntu 20.04."

Ainda este ano, a Canonical deve decidir se continuará suportando o i386 para o Ubuntu 20.04 LTS ou se será descontinuado. A empresa parece estar preocupada com o suporte contínuo de manutenção e segurança durante a longa vida útil desta próxima versão com suporte de longo prazo, bem como com o uso declinante do x86 de 32-bits.

Claro, ainda existem alguns softwares para Linux de 32-bits, como é o caso do Steam, mas espera-se que isso mude em breve para ajudar a permitir que o Ubuntu descontinue completamente o suporte ao i386.


FONTE: Phoronix

Comentários