O aplicativo Insync está trazendo o OneDrive para o Linux


Os usuários Linux logo terão uma nova maneira de acessar e sincronizar o OneDrive no sistema do pinguim. Acontece que o aplicativo Insync, que já permite sincronizar arquivos do Google Drive com o Linux, deve ganhar suporte em breve para o serviço de armazenamento em nuvem da Microsoft, o OneDrive.

A Microsoft oferece um plano básico do OneDrive gratuitamente. Ele vem com 5 GB de armazenamento em nuvem gratuito para arquivos, fotos e outros dados. O aplicativo oficial do OneDrive para Windows e macOS, bem como para Android e iOS, tornam trivial o gerenciamento de arquivos em várias plataformas. Mas não há nada disponível para o Linux.

O que fez com que desenvolvedores criassem de forma independente soluções práticas para ajudar aqueles que desejam (ou precisam) usar o OneDrive no Linux. Contudo, a maioria dos clientes do serviço de armazenamento para Linux são ferramentas baseadas em linha de comando, que por sinal são ótimas para aqueles que gostam de executar comandos no terminal, mas certamente não é o ideal para quem está acostumado com interface gráfica.

O suporte para o OneDrive está chegando no Insync

O fato do Insync oferecer suporte à sincronização do OneDrive em seu próximo grande lançamento é uma ótima notícia. O recurso finalmente dará aos usuários Linux acesso aos seus arquivos do OneDrive no desktop e sem a necessidade de usar clientes que rodam no terminal.

O suporte para o OneDrive no Insync contará com recurso como sincronização seletiva de arquivos e pastas do serviço de armazenamento da Microsoft com o Linux, a capacidade de acessar arquivos em vários computadores e plataformas, a possibilidade de sincronizar pastas em qualquer lugar do sistema operacional e o suporte para adicionar várias contas.


Embora ainda não exista nenhuma data de lançamento oficial de uma nova versão do aplicativo com a novidade, uma build beta deve estar disponível em breve. Se você estiver interessado em fazer parte do período de teste para ajudar com feedback, é possível se inscrever clicando aqui.

Vale ressaltar que, embora o Insync seja extremamente popular entre os usuários, o aplicativo em si é proprietário. Insync requer uma licença paga para o uso completo, estando disponível gratuitamente por 15 dias. Não está claro se a adição do suporte para o OneDrive exigirá que os usuários paguem uma nova licença para usar o recurso.


FONTE: OMG! Ubuntu!

Comentários