A primeira versão beta do Unity 2019.1 foi lançada com melhorias para o Linux e a Vulkan


A Unity Tech lançou recentemente o primeiro beta público da engine de jogos Unity 2019.1. Os novos recursos incluem importantes melhorias envolvendo a plataforma Linux, como a implementação de correções de bugs e a adição de diversos recursos. Além disso, o suporte ao Linux x86 (non-x86_64) é considerado obsoleto e será removido no futuro.

Com o suporte para o Linux x86 sendo removido em lançamentos futuros, não será mais possível realizar compilações de jogos para distribuições Linux de 32 bits, o que significa que o foco estará nas distribuições Linux de 64-bits.

No lado da Vulkan, o player de vídeo da engine no Android agora pode ser usado com o renderizador Vulkan, foi adicionado uma correção de falha para o editor ao alternar entre APIs gráficas, implementado o suporte a plugin de renderização nativo, suporte a gama em dispositivos móveis (bem como para OpenGL ES) e muitas outras melhorias.

Recentemente, a Unity Tech também adquiriu a Vivox, uma tecnologia de voz posicional 3D que inclui voz e texto multiplataforma para comunicação integrada. Infelizmente, a Vivox ainda não suporta o Linux e já existem ports de jogos que não foram lançados pela falta desse suporte.

Então, em um futuro não muito distante, a empresa pode adicionar na Vivox o suporte para a plataforma Linux, já que a Unity suporta o Linux também. Certamente faz mais sentido ter serviços e produtos Unity sendo executando nativamente em todas as plataformas suportadas pela engine.

Mais detalhes sobre a Unity 2019.1 Beta você confere no anúncio oficial de lançamento, clicando aqui.


FONTE: GamingOnLinux
Comentários