Aplicativos Snap funcionam em praticamente qualquer lugar executando o Linux


De acordo com um novo infográfico publicado pela Canonical, empresa por trás do popular Ubuntu, os usuários Linux instalam mais de 3 milhões de aplicativos Snap a cada mês, isto é, levando em consideração todas as categorias de dispositivos que a tecnologia suporta. Isso significa que inclui cloud, IoT (Internet das Coisas) e gateways, além de, é claro, o desktop.

Chamado de "Snapcraft for developers", o infográfico tem como objetivo mostrar como é simples usar e trabalhar com Snap, o formato binário universal da Canonical para distribuir aplicativos Linux no Ubuntu e em uma infinidade de distribuições Linux. A empresa também revela que mais de 2 mil desenvolvedores já adotaram a tecnologia para publicar seus softwares na Snap Store.

"No final do ano passado, compartilhamos um infográfico destacando a adoção de snaps por usuários para seus dispositivos desktop, servidor ou IoT. Esses snaps não estariam disponíveis sem o crescente número de desenvolvedores construindo-os nos bastidores. Mas por que os desenvolvedores, incluindo os de algumas das maiores empresas de software do mundo, decidiram empacotar seus aplicativos como um piscar de olhos?", disse a Canonical.

Snap está agora disponível em 42 distribuições Linux

Destinado a desenvolvedores, o infográfico mostra o sucesso do Snapcraft, o utilitário gratuito e de código aberto usado para criar Snaps em uma plataforma suportada, como o próprio Ubuntu, permitindo que os desenvolvedores levem seus aplicativos para um público mais amplo de milhões de usuários Linux. O Snapcraft também suporta várias linguagens de programação, incluindo Python, Qt, Java, Node.js, Electron, Go, C/C++, Ruby, Rust, MOOS, ROS e ROS 2, além de permitir lançar novas versões de aplicativos a partir de seu fluxo de trabalho existente.

O infográfico, que você confere logo abaixo, também mostra que a Canonical oferece uma loja de aplicativos universal para as distribuições Linux, suportando um total de 42, incluindo Debian, Arch Linux, Fedora, Linux Mint, Raspbian, OpenSuSE e muito mais, a partir de onde você pode fornecer e atualizar seus aplicativos no desktop, cloud e IoT.




FONTE: Softpedia | Canonical

Comentários