AMD começa a implementar código open source inicial para suportar GPUs Navi


A AMD já começou a implementar os primeiros códigos open source iniciais para suportar suas próximas GPUs Navi na plataforma Linux. Um dos primeiros componentes que recentemente recebeu alterações foi o backend do AMDGPU para o LLVM, com os novos commints fazendo referência a GFX10 (gfx1010), que representa a GPU Navi 10.

Até agora, existem apenas as definições de destino que incluem soluções alternativas para diferentes bugs de arquitetura e algumas novas instruções. Há também as mudanças no registro do SGPR para o GFX10. Contudo, as alterações no driver de kernel AMDGPU e o código de alterações do suporte do Gallium3D (ou para o driver Vulkan AMDVLK) ainda não foram postados para revisão.

No lado do kernel, infelizmente, o código para suportar Navi levará algum tempo para ser implementado, estando fora do próximo ciclo de desenvolvimento do Linux Kernel 5.2. Isso porque serão exigidas mudanças significativas no driver de DRM (Direct Rendering Manager), além do código ter que ficar um tempo parado para ser revisado. Assim, seria necessário adiar até o Linux Kernel 5.3.

O próximo Linux Kernel 5.1 será lançado no início de maio, o Linux Kernel 5.2 deve estrear mais ou menos em julho e a versão 5.3 do kernel estará disponível em setembro. O Linux Kernel 5.3 pelo menos é o que deveria estar, por exemplo, no Ubuntu 19.10 e Fedora 31, e provavelmente será o primeiro kernel com suporte para a Radeon Navi.

No entanto, o driver Radeon Software for Linux (AMDGPU-PRO) provavelmente oferecerá suporte para as futuras placas de vídeo da AMD para as distribuições Linux com suporte de longo prazo, como as verões LTS do Ubuntu, bem como para distros Linux focadas no ambiente corporativo.


FONTE: Phoronix

Comentários