Intel está em busca de feedback sobre o suporte ao OpenCL de seu driver no Linux


Além de investir no "Iris", seu novo driver Gallium3D para OpenGL, bem como de continuar a amadurecer o driver Vulkan "ANV", a Intel continua trabalhando no seu driver OpenCL para Linux, chamado "NEO", que não recebe tanta atenção da comunidade, mas está começando a aparecer nos repositórios de distribuições Linux como o sucessor do antigo "Beignet".

Foi no início de 2018 que a empresa anunciou o driver NEO, fazendo um rápido progresso no suporte ao OpenCL 2.x, além de refinar o backend do compilador LLVM e de torná-lo ainda mais completo do que o Beignet. Contudo, o driver se tornará ainda mais importante após o lançamento dos gráficos Xe, que estarão disponíveis nas futuras placas de vídeo da companhia.

Mas, no seu estado atual, o driver NEO já oferece suporte ao OpenCL 2.x para os hardwares existente da Intel HD/Iris Graphics e é totalmente open source. Gregory Stoner, um dos recentes ex-funcionários da AMD a ingressar na Intel sob a liderança de Raja Koduri e que anteriormente trabalhou no HSA/ROCm, está buscando através do Twitter feedback dos usuários Linux sobre o atual suporte do driver ao OpenCL.


Além disso, Gregory Stoner também está interessado em saber quais aplicativos que fazem uso do OpenCL os usuários Linux estão usando ou os que desejam executar com o driver NEO nos hardwares da Intel.


Esperamos que este feedback leve a mais melhorias para o NEO. Se você ainda não experimentou o "novo" driver OpenCL para Linux da Intel, agora ele está disponível no repositório de software do Ubuntu 19.04 (Disco Dingo) como intel-opencl-icd e também no Arch Linux, bem como no Clear Linux e no Ubuntu 18.04.

Mais detalhes podem ser encontrados no repositório oficial do driver no GitHub, clicando aqui.


FONTE: Phoronix

Comentários