Lançado o Linux Kernel 5.1 com novos recursos; confira algumas das principais novidades


Depois de um mês e meio em desenvolvimento, foi lançado no último domingo (5) o Linux Kernel 5.1, que chega trazendo diversas melhorias e vários novos recursos, como é o caso do suporte para Intel HDCP (High-bandwidth Digital Content Protection) 2.2 e para a tecnologia de virtualização Intel GVT (iGVT, Intel Graphics Virtualization Technology) para Coffee Lake, a 8ª Geração de processadores da empresa.

Além disso, o driver AMDGPU traz suporte para as GPUs AMD Vega 10/20 BACO, bem como outras melhorias relacionadas com a microarquitetura Vega. O driver também possui suporte para DCC scan-out que inclui os mais recentes patches do user-space para as APUs AMD Ryzen "Raven Ridge". Por outro lado, o Nouveau, driver open source criado pela comunidade para lidar com placas da NVIDIA no Linux, agora possui conexões Heterogeneous Memory Management (HMM) para fornecer suporte a Shared Virtual Memory (SVM).

Também há maior desempenho do ZRAM graças à alteração do compressor padrão, foram adicionadas correções para os sistemas de arquivos EXT4 e Btrfs, com este último agora tendo suporte de compactação Zstd configurável, e foram implementadas melhorias no desempenho do FUSE para aqueles que executar qualquer sistema de arquivos no user-space.

No suporte a novos hardwares, o Linux Kernel 5.1 traz suporte para o Wacom Pro Pen Slim, juntamente com outras melhorias no driver de mesa de desenho, suporte para o Intel 22260 WiFi e outros aprimoramentos de suporte de hardware de rede, suporte para ACPI 6.3, maior compatibilidade com hardware de áudio, incluindo o high-end Fireface UCX e vários chips de som, a capacidade de bloquear todos os dispositivos USB internos, exceto no momento da inicialização (uma alteração adicionada pelos desenvolvedores da Google pensando nos Chromebooks) e mais hardwares touchscreen agora devem funcionar como o esperado.

Por último, mas não menos importante, o Raspberry Pi 3 Model A+ agora é finalmente suportado, juntamente com o NVIDIA Shield TV, a placa de programação Intel Chameleon96/Altera FPGA, o Sophon Edge com o Bitmain SoC, entre outras placas de desenvolvimento ARM, e foi adicionada a capacidade de usar memória persistente como RAM (memória do sistema) além da RAM física.

Você pode baixar o Linux Kernel 5.1 agora mesmo através do site kernel.org ou pode usar alguma distribuição Linux Rolling Release, como o Arch Linux ou openSUSE Tumbleweed, que receberão a nova versão do kernel nós próximos dias.


FONTE: Phoronix | LKML

Comentários